header top bar

section content

Flamengo tenta repatriar Vagner Love e oferece salário de R$ 600 mil

Love, rubro-negro de coração, balançou com a proposta.

Por Luzia de Sousa

07/01/2018 às 06h52 • atualizado em 06/01/2018 às 19h11

Vagner Love pode voltar ao Flamengo Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem

A diretoria do Flamengo consultou o atacante Vagner Love, de 33 anos, para ocupar a vaga no ataque para 2018. Com Guerrero suspenso até maio, o rubro-negro estuda repatriar seu ex-jogador e ofereceu um salário de até R$ 600 mil mensais.

Love, rubro-negro de coração, balançou com a proposta. Mas há uma etapa difícil pela frente: conseguir a liberação do Alanyaspor, da Turquia. Lá, o atacante tem mais dois anos de contrato. Com o “ok” do jogador, o Flamengo prepara uma proposta oficial, que em um primeiro momento seria de empréstimo.

Vagner Love faria a sua terceira passagem pelo rubro-negro. Em 2010, ele atuou emprestado pelo CSKA e, em 2012, como contratado. Apesar de ter feito temporadas satisfatórias, não conquistou nenhum título, antes de ser negociado por Bandeira de Mello no início de sua gestão. Apesar disso, Love não guarda mágoa de ter sido afastado pela atual diretoria em momento de vacas magras e vê como possibilidade dar a volta por cima.

Vagner Love tem 11 gols em 16 jogos disputados pelo Alanyaspor na temporada. Na última, ele foi o artilheiro do Campeonato Turco e fundamental para que o seu time não fosse rebaixado.

A informação sobre o interesse do Flamengo em Love foi publicada inicialmente pelo jornalista Jorge Nicola e confirmada pela reportagem.

Extra

Recomendado para você pelo google

DESMITIFICANDO!

ASSISTA: Médico e ex-prefeito de Cajazeiras esclarece polêmicas que envolvem o tratamento ‘eletrochoque’

CRÍTICAS A IMÓVEL ALUGADO

VÍDEO: Interdição de escola gera embate entre professores e gerente de Educação na cidade de Cajazeiras

ACIDENTE DE MOTO

EXCLUSIVO: Do hospital, Paulo Feitoza revela que quase ficou paraplégico e diz que está vivo por milagre

NA TV

VÍDEO: Casal de idosos volta a fazer apelo para reformar casa que corre risco de desabar em Cajazeiras