header top bar

section content

Mãe morre subitamente em casa e menina de apenas 3 anos sobrevive comendo restos de comida

Caso ocorreu em Wellington, na Nova Zelândia. Shylah comeu queijo, lasanha e leite e se confortou com o ursinho Possum.

Por

04/11/2011 às 10h01

Uma menina de três anos ficou dois dias sozinha em casa, sobrevivendo de restos de comida, após a morte inesperada da mãe em Wellington, na Nova Zelândia.

Shylah Silbery se virou comendo queijo, restos de lasanha e leite após, Lauren, de 28 anos, morrer subitamente. Ela também se confortou com seu brinquedo favorito, o ursinho de pelúcia Possum.

A história foi relatada pelo tio da menina, Pete Silbery, nesta sexa-feira (4).

Segundo ele, Shylah conseguiu abrir a geladeira da casa sozinha e comeu o que tinha à mão.

A família falou com Lauren pela última vez no dia 19, segundo ele, dois dias depois, eles ficaram preocupados e ligaram para um amigo que morava perto da casa dele.

O amigo chegou à casa e viu que a criança estava lá dentro, mas não conseguiu avistar a mãe. Preocupada, a família chamou a polícia.

Os policiais chegaram e instruíram Shylah a empurrar uma mesinha até a porta, subir nela e alcançar a maçaneta para abrir a porta. Eles convenceram a criança dizendo: mamãe não vai acordar.

"Posso imaginar ela todo aquele tempo, tentando despertar a mamãe", disse Pete.

Shylah ficou vários dias no hospital, recuperando-se de desidratação e assaduras.

"Ela está bem agora. Mas ainda está estranha", disse. "Quando baixamos o caixão à sepultura no cemitério, ela apontou e disse: mamãe está lá dentro. Foi de cortar o coração."

As autoridades aguardam o resultado da autópsia, mas não acreditam que a morte de Lauren tenha sido suspeita.

G1

Tags:
DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”