header top bar

section content

Parada cardíaca mata o radialista José Umberto

Morreu por volta das 20h deste domingo (30), em casa, aos 63 anos, vítima de parada cardíaca fulminante, o jornalista e radialista José Umberto Farias Vovô Humberto, como era carinhosamente chamado pelos amigos e colegas de trabalho da TV Correio e da 98 FM, sentiu os primeiros sintomas ainda em sua residência. O Samu foi […]

Por

31/12/2008 às 08h18

src=http://www.portalcorreio.com.br/obj/73/5616_W220Q100I2SASRFHFVRLRRCLCTCRCB.jpgMorreu por volta das 20h deste domingo (30), em casa, aos 63 anos, vítima de parada cardíaca fulminante, o jornalista e radialista José Umberto Farias

Vovô Humberto, como era carinhosamente chamado pelos amigos e colegas de trabalho da TV Correio e da 98 FM, sentiu os primeiros sintomas ainda em sua residência. O Samu foi imediatamente chamado, mas ao chegarem no local, os paramédicos constataram que ele já havia falescido.

Como o jornalista morreu em casa, seu corpo terá que ser levado para o Serviço de Verificação de Óbito da Universidade Federal da Paraíba, campus de João Pessoa.

Assim que este problema for solucionado, o corpo será levado à Central de Velórios São João Batista, na rua Juarez Távora, Torre, onde será velado até a tarde desta segunda-feira (31), quando será sepultado no cemitério de Santa Rita. O horário do enterro ainda não está definido.

José Umberto deixa mulher, Divani Sousa Farias, e quatro filhas.

Trabalhando no Sistema Correio, Zé Umberto era fonte policial de todos os veículos, dentre os quais o Portal Correio. Com amigos nas corporações das polícias Civil e Militar, muitas vezes sabia da notícia antes que todos. Como estava sempre disposto a levantar informações, não importava a hora nem o dia, era o coringa de qualquer equipe da empresa.

Mas não é pelas matérias pesadas que há no mundo policial que ele será lembrado, mas sim pela forma descontraída como ele as preparava e apresentava ao seu público. As reportagens de Zé Umberto e seus cartões coloridos sempre chamava a atenção pela alegria e irreverência. Até os entrevistados, normalmente presos ou acusados, entravam na brincadeira e se divertiam com ele.

Zé Umberto deixará saudades nas diversas equipes com quem interagia, amigos e familiares. Dos 63 anos que tinha de idade, doou 30 ao jornalismo. Trabalhou no rádio, na televisão, no jornal impresso e fazia planos para montar seu Blog na Internet. Alguns de seus melhores vídeos ele próprio gravou e catalogou em casa.

Werneck Barreto (PORTAL CORREIO), com informações da TV Correio

Tags:
SEIS CIDADES

VÍDEO: Candidatos da Paraíba e do Ceará concorrem em mais uma eliminatória do Talentos do Sertão 2022

SEPARADOS À FORÇA

VÍDEO: Família se emociona em Cajazeiras no reencontro de mãe e filho que não se viam há mais de 50 anos

AO LADO DO PRESIDENTE

VÍDEO: Cícero Lucena ouve sonora vaia de apoiadores de Bolsonaro e tem dificuldade para discursar

DOGMAS

VÍDEO: Padre explica por que Igreja Católica Brasileira não celebra casamento de pessoas do mesmo sexo

Recomendado pelo Google: