header top bar

section content

Chuva de granizo aterroriza cidade da Paraíba

Uma chuva de granizo causou pânico e vários prejuízos aos moradores de São Sebastião de Lagoa de Roça, no Agreste Paraibano. O fato foi registrado na tarde desta terça-feira (19). De acordo com informações oficiais, um temporal acompanhado de muitos trovões, relâmpagos, raios e chuva de granizo surpreendeu a população que assistiu inerte árvores inteiras […]

Por

20/01/2010 às 08h39

src=http://www.portalcorreio.com.br/obj/73/44836_W220Q60I2SASRFHFVRLRRCLCTCRCB.jpgUma chuva de granizo causou pânico e vários prejuízos aos moradores de São Sebastião de Lagoa de Roça, no Agreste Paraibano. O fato foi registrado na tarde desta terça-feira (19).

De acordo com informações oficiais, um temporal acompanhado de muitos trovões, relâmpagos, raios e chuva de granizo surpreendeu a população que assistiu inerte árvores inteiras serem arrancadas pela força do vento, casas desabarem, telhados voarem de várias residências e até cabos de energia serem arrancados de vários postes públicos instalados na cidade.

Ainda segundo as informações, o temporal que começou por volta das 15h30 durou menos de duas horas. Mas, causou estragos nunca vistos antes pela população local.

Alguns brinquedos de um parque de diversão montado na cidade foram praticamente destruídos por causa dos ventos e das pedras de granizo.

Uma festa agendada para esta noite e que havia sido preparada pela Prefeitura local em homenagem ao padroeiro da cidade foi cancelada.

As autoridades locais devem fechar os cálculos do prejuízo total sofrido pela população ainda nos próximos dias.

Confira na edição desta quarta-feira (20) do Jornal CORREIO depoimentos de vários moradores de São Sebastião de Lagoa de Roça acerca do temporal registrado na tarde de hoje.

Entenda
Granizo é a forma de precipitação de partículas sólidas de gelo, transparentes ou translúcidas, que podem medir de 5mm a um tamanho de uma laranja; o recorde das maiores pedras de granizo foi alcançado em Bangladesh, onde cada pedra pesava cerca de 5kg.

A formação do granizo ocorre nas nuvens do tipo cumulonimbus, que podem chegar a alturas de até 1.600 m. No interior dessas nuvens, as freqüentes correntes de ar elevam o vapor de água condensado às maiores altitudes, passando acima da linha Isotérmica, que é de 0ºC. Desta forma, essas gotículas de água se congelam até terem o peso suficiente para cair.

Dependendo de certas condições, as pedras de gelo podem ser tão pequenas que chegam a cair sobre solo já na forma líquida. Entretanto, a formação do granizo depende das condições de umidade e da velocidade e intensidade dos movimentos internos dos núcleos de gelo.

Uma chuva de granizo pode provocar muitos danos materiais, ocasionando a destruição de telhados, quedas de árvores, danos na rede elétrica e em veículos, sem contar os grandes prejuízos à agricultura.

A incursão de uma aeronave no interior dessas nuvens, as quais possuem um grande volume de partículas de gelo em formação, pode ser perigosa, pois a velocidade de vôo pode ser alterada conforme o impacto com cada pedra de gelo. Na ocasião de uma chuva de granizo, não é recomendável ficar abrigado embaixo de árvores ou coberturas frágeis.

Fonte: Equipe Brasil Escola

Tags:
MUITO ESTRAGO

VÍDEOS: Chuva com vendaval causa destruição de prédios em Cajazeiras e Sousa e assusta moradores

DE 22 A 27 DE JANEIRO

VÍDEO: Teatro Ica completa 34 anos em Cajazeiras com extensa e diversificada programação cultural

DE 2017 PARA ESTE ANO

VÍDEO: São José de Piranhas tem aumento alarmante de homicídios em 2018; confira balanço da PM na região

VIXE!

VÍDEO: Vidente detalha futuro da imprensa de Cajazeiras e prevê mortes: “Não chega às festas juninas”