header top bar

section content

TCE bloqueia contas de prefeituras

Cajazeiras, Bom Jesus e Carrapateira estão na lista

Por

12/01/2010 às 16h23

Folhas de pessoal com divergências entre os valores empenhados e informados levaram o Tribunal de Contas do Estado a determinar o bloqueio das contas bancárias de 48 Prefeituras e 11 Câmaras de Vereadores.

“Sabemos o quanto isso pode afetar as administrações públicas, suas realizações, seus fornecedores e o cidadão comum, de vez que impede, inclusive, o pagamento de salários, mas não podemos deixar de tomar a providência a que a lei nos obriga”, lamentou, nesta segunda-feira (11), o presidente do TCE, conselheiro Nominando Diniz. 

Notificação
Segundo ele, ninguém foi pego de surpresa. “Todos, sem exceção, foram previamente notificados de cada problema e receberam prazo para a solução necessária”. Ao cabo de reunião, pela manhã, com auditores do TCE, o presidente Nominando Diniz ainda resolveu notificar outras 165 Prefeituras e 105 Câmaras acerca de inconsistências de menor monta nas folhas salariais.

Vigilância
Como, nesses casos, é pequena a diferença entre o valor empenhado e o informado ou, além disso, como há o aprimoramento ininterrupto das informações, o Tribunal não optou pelo bloqueio.

Nos casos de maior gravidade, o desbloqueio somente ocorrerá com a solução de cada problema. “Não bloqueamos quando percebemos o esforço para o aperfeiçoamento dos demonstrativos contábeis, ou quando as divergências são inferiores a 10% dos
valores. Mas tais administrações estão sob vigilância e devem, igualmente, solucionar essas questões antes da entrega das contas de 2009, com prazo até março”, afirmou o conselheiro Nominando Diniz. 

Também não houve o bloqueio das contas de Nova Olinda, onde o quadro é problemático, mas onde ocorreu nova eleição para a Prefeitura no final do ano passado. As contas de Bom Jesus já estavam bloqueadas.

As folhas até aqui examinadas correspondem ao período de janeiro a novembro de 2009, pois as de dezembro têm prazo de entrega até o final deste mês. Nove Prefeituras e 105 Câmaras encaminharam ao TCE informações e valores empenhados a título de pagamento salarial absolutamente compatíveis em 100% dos casos.

Confira abaixo a relação das prefeituras e câmaras municipais que tiveram bloqueio de contas bancárias:
Prefeituras: Aguiar, Assunção, Barra de São Miguel, Belém do Brejo do Cruz, Bom Jesus, Caaporã, Cacimba de Areia, Caiçara, Cajazeiras, Cajazeirinhas, Caldas Brandão, Campo de Santana, Carrapateira, Catingueira, Conde, Coremas, Cuité de Mamanguape, Diamante, Gado Bravo, Juazeirinho, Juru, Lagoa Seca, Mãe dÁgua, Malta, Mamanguape, Massaranduba, Nova Palmeira, Pedra Lavrada, Pilar, Pilões, Quixabá, Riachão do Bacamarte, Riacho dos Cavalos, Salgadinho, Salgado de São Félix, Santa Cecília, Santa Inês, Santa Rita, Santo André, São Bentinho, São José de Espinharas, São José dos Ramos, Serra da Raiz, Serra Grande, Serra Redonda, Tavares, Teixeira, Uiraúna.

Câmaras: Araruna, Baía da Traição, Bayeux, Catingueira, Curral de Cima, Emas, Igaracy, Livramento, Monte Horebe, Nova Floresta, Riachão. 

Da Redação do Diário do Sertão
Com Assessoria de Comunicação do TCE

Tags:

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ciro diz que Ricardo ‘prejudicou-se na sucessão’, mas elogia Azevêdo: “Seria uma honra no PDT”

PREOCUPADO

VÍDEO: Na Semana dos Pobres, bispo de Cajazeiras diz que “pobreza se avoluma cada vez mais nas cidades”

A OBRA PAROU?

Ex-vereador denuncia que terminal rodoviário de Sousa está abandonado: “Prefeito Tyrone não está nem aí”

PROJETO DE LEI

VÍDEO: Comentarista diz que críticas ao leilão de imóveis da Prefeitura de Cajazeiras é ‘politicagem’