header top bar

section content

Paraíba supera taxa de emprego do País

A Paraíba gerou 3.236 novos empregos diretos, em outubro, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados ontem pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O saldo foi o segundo melhor da série histórica do CAGED para o período, superando apenas o desempenho de outubro de 2007, quando 3.386 vagas foram criadas no […]

Por

17/11/2009 às 22h05

A Paraíba gerou 3.236 novos empregos diretos, em outubro, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados ontem pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O saldo foi o segundo melhor da série histórica do CAGED para o período, superando apenas o desempenho de outubro de 2007, quando 3.386 vagas foram criadas no Estado. Em relação a setembro passado, houve um aumento de 1,13% no total de empregos com carteira assinada.

A taxa de crescimento supera a nacional (0,7%) e a regional (1%). No acumulado do ano, o saldo é de 11.395 vagas, 4,09% a mais que o registrado de janeiro a outubro de 2008. Nos últimos 12 meses foram criados 10.442 novos empregos, o que representa um crescimento de 3,73% em um ano – o quinto melhor índice do país.

Ao todo 9.017 trabalhadores foram admitidos na Paraíba, em outubro, enquanto 5.781 foram desligados de seus empregos. Do total de admissões do Estado, 6.810 foram de recolocação no mercado de trabalho, enquanto outras 2.034 foram para primeiro emprego, 158 para contrato por prazo determinado e 15 por reintegração. Com 970 novos postos de trabalho, a construção civil foi o setor que mais contribuiu com o desempenho do Estado no mês passado, respondendo por 29,98% do saldo total. Os outros setores que mais participaram do resultado foram: comércio – 795 vagas (24,75%); serviços – 525 (16,22%); agropecuária – 483 (14,93%); e a indústria de transformação – 442 (13,66%).

Nos primeiros dez meses de 2009, 92.987 trabalhadores foram admitidos no Estado, enquanto 81.592 foram desligados de seus empregos, o que gerou um saldo de 11.395 novas vagas. Este resultado foi o terceiro melhor de toda a série histórica do CAGED, em termos absolutos, sendo menor apenas que os registrados em 2004 (13.064) e 2006 (12.640).
Considerando os últimos 12 meses, houve 106.760 admissões e 96.318 demissões, o que resultou num saldo de 10.442 vagas geradas no período. O número é 3,73% mais alto que o registrado no período anterior e é o quinto melhor do Brasil no período, ficando atrás dos índices de Rondônia (13,77%), Ceará (6,1%), Piauí (4,91%) e Roraima (3,86%).

Da redação com Jornal Correio da Paraíba

Tags:

Recomendado para você pelo google

REFORMA AGRÁRIA

VÍDEO: Coordenadora da CPT Sertão afirma que terras são um direito dos camponeses e não do agronegócio

CLIMA IDEAL

VÍDEO: Prefeito revela interesse de empresas em instalar parque de energia solar em Monte Horebe

INTERVENÇÃO

VÍDEO: Diretor da SCTrans fala sobre planos para dar segurança aos pedestres em frente à São João Bosco

"QUER ENRICAR AINDA MAIS"

VÍDEO: Pastor de Cajazeiras diz que famoso bispo está vendendo imagens de deusa egípcia na igreja