header top bar

section content

Bancos não apresentam proposta e greve continua

Nesta quinta-feira, 1° de outubro, o Comando Nacional dos Bancários esteve reunido com os representantes dos banqueiros, que ainda não apresentaram uma proposta concreta passível de apreciação pela categoria em greve. A reunião continua amanhã e o resultado será apreciado pelos bancários na assembleia que será realizada às 17h, no auditório do Sindicato. A Fenaban […]

Por

02/10/2009 às 06h35

Nesta quinta-feira, 1° de outubro, o Comando Nacional dos Bancários esteve reunido com os representantes dos banqueiros, que ainda não apresentaram uma proposta concreta passível de apreciação pela categoria em greve. A reunião continua amanhã e o resultado será apreciado pelos bancários na assembleia que será realizada às 17h, no auditório do Sindicato.

A Fenaban (Federação dos Bancos) passou o dia de hoje tentando, mas não conseguiu apresentar uma proposta de PLR diferente da apresentada no dia 17 de setembro, que é menor do que a do ano passado. As simulações não convenceram os membros do Comando Nacional, que querem uma distribuição da Participação nos Lucros e Resultados nos moldes da proposta de PLR apresentada pelo Banco do Brasil.

Os representantes do Banco do Brasil, por sua vez, condicionaram a apresentação de índice de reajuste ao resultado da negociação dos bancários com a Fenaban e alegaram que não podem ainda apresentar proposta de Plano de Cargos e Salários (PCS).

A negociação com a Caixa Econômica Federal segue a mesma lógica cruel do BB, no que diz respeito ao reajuste das verbas salariais, e também não teve proposta de Plano de Funções. Em síntese, todos esperam pelo resultado da negociação com a Fenaban, que não apresentou índice de reajuste diferente dos 4,5% oferecidos em setembro.

A Greve continua
A orientação do Comando Nacional é de continuar e ampliar a greve em todo o país até que a Fenaban apresente uma proposta que atenda as reivindicações dos bancários.

Para Marcos Henriques, presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba e membro do Comando Nacional, a ganância dos banqueiros não deixa outra opção para os bancários, senão a continuidade da greve. “Já que os bancos não abrem mão dos seus lucros, nem querem melhorar a proposta de reajuste salarial e distribuição da PLR, vamos intensificar a mobilização e fortalecer a greve até conquistarmos nossas reivindicações, mesmo com os interditos e a pressão”, concluiu.

Mídia
Um fator que está preocupando os bancários é a forma como a mídia tem tratado a greve da categoria profissional. A maioria das emissoras de televisão só destaca aquilo que incomoda a sociedade – falta de numerário nos terminais de autoatendimento e envelopes para processamento de depósitos bancários – como se isso só ocorresse em dias de greve; e esquece ou não tem interesse em mostrar o sofrimento do povo em longas filas, diariamente.

“Infelizmente os formadores de opinião, não sabemos porquê, mostram os efeitos negativos da greve, mas não aprofundam a matéria para dizer à sociedade que tudo isso está acontecendo por conta da ganância dos banqueiros”, desabafou o diretor de comunicação do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcelo Alves. E enfatizou que os exorbitantes lucros dos bancos são auferidos às custas do suor dos bancários e da exploração dos clientes e usuários. “Tem banco que paga até duas folhas de pagamento somente com tarifas e, mesmo assim, se nega a contratar mais bancários para atender à população. E isso, raramente é veiculado pela mídia”, concluiu.

É por tudo isto que o Comando Nacional orienta a continuidade e ampliação da greve em todo o país, até que a Fenaban e os bancos públicos apresentem proposta que atendam às reivindicações dos bancários. Em João Pessoa a assembleia acontece nesta sexta-feira, 2, no auditório do Sindicato, às 17h.

Da redação com assessoria

Tags:

Recomendado para você pelo google

REVOLTA

VÍDEO: ‘Só quem odeia Lula o quer preso, como se ele fosse um bandido perigoso’, diz jornalista

VÍDEO

“Sou liderança forte, mas estou abandonado”, declarou Gobira ao vivo sobre grupo de Carlos Antonio

VÍDEO!

Padre cajazeirense responde a cantor gospel que atacou Nossa Senhora: “Nossos pêsames a esse cantor”

SAIBA

É OU NÃO É FERIADO? Em entrevista, prefeito de Cajazeiras decide sobre o Dia de São Pedro