header top bar

section content

Bebê de 1 ano e dois meses chega sem vida ao hospital e Polícia Civil investiga possível espancamento

A mãe disse que o menino teria caído da cama. O delegado André Rabello desconfia da versão da mulher, já que a criança estava com vários hematomas em todo o corpo. 

Por Juliana Santos

24/11/2020 às 12h10

Hospital da Criança e do Adolescente de Campina Grande (Foto: TV Paraíba -Reprodução)

Um bebê de 1 ano e 2 meses, que chegou ainda sem vida ao Hospital da Criança, em Campina Grande, agreste paraibano, na noite de segunda-feira (23). De acordo com as informações da Polícia Civil, a criança tinha vários hematomas pelo corpo, e alguém da família é suspeito de espancá-lo.

De acordo com a Polícia Militar, a criança foi levada ao hospital por familiares. Em seguida, o Conselho Tutelar foi chamado, e foi quem acionou a Polícia Civil. Os pais, a avó e outras testemunhas foram ouvidos durante toda a madrugada, na Central de Polícia,  pois havia contradição entre os depoimentos.

Durante depoimento a mãe disse que o menino teria caído da cama. O delegado André Rabello desconfiou da versão da mulher, já que a criança tinha vários hematomas em todo o corpo.

VEJA TAMBÉM 

Carro que transportava pacientes para fazerem hemodiálise em Campina Grande capota na BR-230

Ainda de acordo com a polícia, testemunhas relataram ter conhecimento sobre a criança ter sido espancada, sendo esta a possível causa da morte, e que a mãe tinha envolvimento com questões de violência com os outros quatros filhos. O padrasto da criança tem passagem pela polícia.

Um exame de corpo de delito deve sair nos próximos dias, e deve apontar a causa da morte.

BOA NOTÍCIA

VÍDEO: Trecho que vai levar água da transposição para Cajazeiras será concluído em julho de 2021

SAÚDE

VÍDEO: Secretário de saúde diz que a PB está pronta para receber vacinas, mas presidente adia campanha

COLAPSO

VÍDEO: Empresário cajazeirense que mora em Roraima revela que oxigênio deve acabar em 14 dias

SAÚDE

VÍDEO: Após crise no Amazonas, diretor do Hospital Regional diz se o oxigênio pode acabar em Cajazeiras

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!