header top bar

section content

VÍDEO: Delegado de Cajazeiras aconselha mulheres que sofrem assédio a armazenar provas contra suspeito

"A regra geral é essa, é você procurar armazenar ou juntar provas contra o indivíduo", ressaltou

Por Luiz Adriano

06/10/2021 às 19h04 • atualizado em 06/10/2021 às 21h44

O delegado da 20ª Delegacia Seccional de Polícia Civil de Cajazeiras, Ilamilto Simplício, disse durante o programa Balanço Diário da TV Diário do Sertão, que mulheres que sofrem assédio sexual devem procurar de alguma forma, inclusive virtualmente, juntar provas contra o suspeito.

Ele explicou que é importante salvar prints de conversas, áudios e até se for necessário algum vídeo. “É importante coletar ou armazenar provas contra esse indivíduo”, explicou o delegado.

VEJA TAMBÉM

VÍDEO: Delegado de Cajazeiras fala sobre feminicídio e diz que a falta de educação gera homem agressivo

Delegado Seccional de Cajazeiras no programa Balanço Diário. (Foto: TV Diário do Sertão).

Em meio aos conselhos, Ilamito Simplício lembrou que é importante levar em consideração a questão da segurança. Ele disse que é preciso pensar também nas consequências, para não correr o risco de vida. Para tanto, ele falou que é importante sempre ter a ajuda de uma segunda pessoa.

“A regra geral é essa, é você procurar armazenar ou juntar provas contra o indivíduo”, finalizou.

DIÁRIO DO SERTÃO

LIÇÃO DE VIDA

VÍDEO: MC cajazeirense passa dificuldades por causa da pandemia e vende água no semáforo

RELIGIÃO

VÍDEO: Mestre em Ciências da Religião conta detalhes da vinda de Frei Damião ao Brasil e lembra 1ª missa

EM SÃO JOSÉ DE PIRANHAS

VÍDEO: Bolsonaro é recebido por apoiadores e entrega trecho final do Eixo Norte da transposição

SITUAÇÃO DELICADA

VÍDEO: Em Pombal, mulher sem comida em casa e com risco de perder a visão pede ajuda para tratamento

Recomendado pelo Google: