header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

TRE cassa vereador de Santarém por infidelidade

Na sessão ordinária do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), desta quinta-feira (24), seis vereadores perderam seus mandatos pela prática de infidelidade partidária. O Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) requereu a perda do mandato eletivo do vereador do município de Santarém, Francisco Afonso Alves, atualmente filiado ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Francisco Alves alegou […]

Por

25/07/2008 às 09h26

Na sessão ordinária do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), desta quinta-feira (24), seis vereadores perderam seus mandatos pela prática de infidelidade partidária.

O Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) requereu a perda do mandato eletivo do vereador do município de Santarém, Francisco Afonso Alves, atualmente filiado ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Francisco Alves alegou mudança substancial no programa partidário no município e ameaça de não obtenção de legenda para disputar o próximo pleito.

João Camilo Ferreira filho, vereador do município de Riachão do Poço, deixou o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), justificando grave discriminação pessoal originária do seu partido, e filiou-se ao PMDB. A perda do mandato do vereador foi requerida pelo PSDB.

O PMDB pediu também o mandato eletivo do vereador Wilson Ismael de Araújo, do município de São Sebastião de Lagoa de Roça. Wilson Araújo migrou para o PSDB, em agosto de 2007, alegando grave discriminação e perseguição pessoal por parte do presidente do diretório do PMDB, Geraldo Cabral.

Os vereadores do Partido da República (PR) de Jericó, José Welligton de Oliveira, Maria Neuziete de Oliveira e José Antonio Neto tiveram seus cargos pedidos pelo Partido Democratas (DEM). Os vereadores justificaram grave discriminação pessoal.

A Corte não acolheu as justificativas de nenhum dos vereadores, votando pela procedência dos pedidos e para que seja comunicado às Câmaras Municipais para que os suplentes que estiverem na vez assumam no prazo de até dez dias após a publicação dos acórdãos.

Com isto, aumenta para 37 o número de vereadores que perderam o mandato no Estado por infidelidade partidária.

Do assessoria do TRE

Tags:
CLUBE VIVE IMPASSE

VÍDEO – Representante do Atlético em reunião da FPF apresenta fórmula para participar do Paraibano 2019

VÍTIMA DA DIABETES

VÍDEO: Ameaçada de perder o segundo pé, idosa de Cajazeiras pede ajuda para adquirir sandália especial

ASSISTA

VÍDEO: ‘Mensagem de Esperança’ debate o mundo e o mal, sexo e outros temas

PARTICIPE!

VÍDEO: Gerente do Sebrae fala de revolução tecnológica em feira de Cajazeiras e convida empreendedores