header top bar

section content

Presidente do TRE abre encontro de juízes em Sousa

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), desembargador Nilo Luís Ramalho Vieira, fez na manhã desta terça-feira (13) a abertura do VI encontro de juízes e promotores eleitorais, em Sousa, abrangendo 26 zonas eleitorais do sertão paraibano. O evento tem por objetivo promover o debate sobre temas de interesse comum a juízes e […]

Por

14/05/2008 às 01h06

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), desembargador Nilo Luís Ramalho Vieira, fez na manhã desta terça-feira (13) a abertura do VI encontro de juízes e promotores eleitorais, em Sousa, abrangendo 26 zonas eleitorais do sertão paraibano. O evento tem por objetivo promover o debate sobre temas de interesse comum a juízes e promotores com vistas às eleições 2008.

Além do presidente do TRE-PB, compuseram a mesa dos trabalhos o corregedor regional eleitoral, João Benedito, o vice-diretor da Escola Judiciária Eleitoral (EJE), Renan Neves, a diretora do Fórum da Justiça Comum, Audrey Kramy, o diretor do Fórum da Justiça Eleitoral, Perilo Rodrigues, o promotor da 35ª Zona Eleitoral, Raniere Dantas, e o diretor geral da secretaria do TRE-PB, Anésio Moreno.

Em seu discurso, o desembargador Nilo Ramalho enfatizou a competência dos juízes e a experiência dos promotores para discutirem seus problemas, fazerem debates e traçarem metas durante este encontro muito oportuno, assegurando que as portas do seu gabinete, no TRE-PB, estão sempre abertas. 

Fonte: TRE

Tags:

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ciro diz que Ricardo ‘prejudicou-se na sucessão’, mas elogia Azevêdo: “Seria uma honra no PDT”

PREOCUPADO

VÍDEO: Na Semana dos Pobres, bispo de Cajazeiras diz que “pobreza se avoluma cada vez mais nas cidades”

A OBRA PAROU?

Ex-vereador denuncia que terminal rodoviário de Sousa está abandonado: “Prefeito Tyrone não está nem aí”

PROJETO DE LEI

VÍDEO: Comentarista diz que críticas ao leilão de imóveis da Prefeitura de Cajazeiras é ‘politicagem’