header top bar

section content

Marizópolis: Oposição não consegue achar candidato

Em reunião realizada neste final de semana, a Oposição de Marizópolis não conseguiu, mais uma vez, chegar a um consenso em torno de um candidato para enfrentar o favoritismo do grupo liderado pelo ex-prefeito José Vieira da Silva (PTN). Os dois únicos nomes que se habilitaram a entrar no páreo foram Zé Coragem (PHS) e Naide […]

Por

12/05/2008 às 17h21

Em reunião realizada neste final de semana, a Oposição de Marizópolis não conseguiu, mais uma vez, chegar a um consenso em torno de um candidato para enfrentar o favoritismo do grupo liderado pelo ex-prefeito José Vieira da Silva (PTN).

Os dois únicos nomes que se habilitaram a entrar no páreo foram Zé Coragem (PHS) e Naide Lopes (PP). Mesmo assim, os integrantes do bloco que estavam na reunião acharam melhor aguardar mais um pouco e desistiram de fechar questão em torno de um dos dois.

Segundo informações, a ponderação se deve ao fato da ausência de lideranças mais expressivas na reunião, como é o caso do empresário Marcos Braga (PMDB), detentor do maior poder de fogo dentro do grupo, mas que vem se negando a participar dos encontros oposicionistas.

Essa é a terceira reunião que a Oposição da cidade realiza e não chega a um consenso. Fontes do grupo confessam que é dificil encontrar quem queira ser o candidato devido a desunião entre lideranças. Além disso, pouca gente se habilita a se candidatar sem condições necessárias e tendo que enfrentar o ex-prefeito José Vieira da Silva, provável candidato da Situação.

Da redação do DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

NASCEU DE NOVO!

VÍDEO: condutor-socorrista do SAMU salva bebê que estava engasgado e sem respirar em Patos

ASSISTA À ENTREVISTA

EXCLUSIVO: Em Cajazeiras, Ciro Gomes fala sobre Lula, PT, Bolsonaro, Ricardo, João Azevêdo e eleições

VÍDEO

Empresário revela convite das oposições de Cajazeiras para disputar a prefeitura e derrotar Zé Aldemir

EVENTO CATÓLICO

VÍDEO: I Adora Cristo é sucesso em Cajazeiras, e coordenador da Missão Éfeso acredita em crescimento