header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Vereador Evangelista Nobre chama médicos anestesistas do HRC de vagabundos

O ex-democrata acusa alguns médicos anestesistas do Hospital Regional de Cajazeiras de se negarem a realizar cirurgias eletivas. “Pra mim, quem não trabalha e recebe é vagabundo”, definiu o vereador

Por

05/03/2008 às 11h50

src=http://www.diariodosertao.com.br/artigos/sendtmp/20080213114344/destaque/Evangelista.jpgO vereador Evangelista Nobre da Silva (foto), ex-democrata, e agora filiado ao PMN, está acusando médicos do Hospital Regional de Cajazeiras de se negarem a realizar procedimentos cirúrgicos eletivos, que são aquelas intervenções cirúrgicas que não tem caráter de urgência ou emergência. Segundo ele, os médicos anestesistas do HRC estariam fazendo greve desse tipo de cirurgia.

Evangelista contou à nossa reportagem que havia marcado uma cirurgia para uma criança há mais de dois meses com um dos médicos do hospital e, na manhã desta quarta-feira, ao chegar à instituição para confirmar a operação, foi surpreendido ao saber que cirurgias do tipo eletivas estão canceladas.

O vereador está revoltado com a situação. “Os médicos não querem fazer cirurgias eletivas, só fazem de emergência e urgência. Então, eu pergunto: e quem sofre com uma hérnia que dói diariamente? E quem está com problemas de cálculos renais, em que a dor é insuportável? Vão ficar morrendo em casa?”, protestou o vereador.

Apelo
Em seguida, Evangelista fez um apelo para que as grandes autoridades políticas da cidade, como os deputados estaduais Jeová Campos e José Aldemir, se manifestem junto à Secretaria de Saúde do Estado para ser tomadas providências em relação ao que ele chamou de “pendenga” na saúde de Cajazeiras. O vereador foi ainda mais longe, e chamou os médicos do HRC de vagabundos.

“Alguma providência precisa ser tomada em relação ao Hospital Regional de Cajazeiras, porque está há mais de dois anos nessa pendenga; os médicos fazem quando querem, ou quando estão de bom-humor, e a população não pode ser prejudicada dessa forma. Mesmo se os médicos anestesistas passarem o dia todo sem fazer nenhuma cirurgia, no final do mês os salários deles vêm de qualquer forma. Por que esse povo não quer trabalhar? Pra mim, quem não trabalha e recebe é vagabundo”, definiu.

A Secretaria de Saúde do Município ainda não se manifestou diante das acusações de Evangelista, que é considerado um dos vereadores mais ferrenhos na Câmara de Cajazeiras no que diz respeitos a críticas ao Governo do Estado.

Da redação do Diário do Sertão

Tags:
PARTICIPE!

VÍDEO: Gerente do Sebrae fala de revolução tecnológica em feira de Cajazeiras e convida empreendedores

PLANOS E METAS

VÍDEO: Cantor explica como pretende administrar o Atlético e declara que o problema do clube é político

CAMPEONATO PARAIBANO 2019

VÍDEO: Após vistoria técnica, representantes da CBF elogiam o estádio Perpetão: “É um dos melhores”

A ARTE DO CORPO

VÍDEO: Bailarino que dá aula de dança em Cajazeiras fala da sua trajetória e de projetos para a cidade