header top bar

section content

Crise: governo adota PDV mas não corta cargos de confiança e diárias

Cortes do governo afetam os servidores públicos

Por Priscila Belmont

27/07/2017 às 09h27

© Reuters / Ueslei Marcelino

O governo de Michel Temer (PMDB) tem adotado medidas para superar a crise econômica que o país ultrapassa. Nessa quinta (27), foi publicada no Diário Oficial a Medida Provisória (MP) nº 792 que trata do Programa de Desligamento Voluntário (PDV) e tem como objetivo reduzir gastos públicos com a folha de pagamento dos servidores públicos federais.

No entanto, como destaca a coluna Esplanada, do jornal O Dia, enquanto adota medidas que afetam os servidores públicos, o governo nem cogita cortar parte dos mais de 100 mil cargos e funções de confiança ocupados, em sua maioria, por apadrinhados políticos.

A publicação refere ainda que as despesas públicas incluem os gastos com cartões corporativos e as diárias, que pesam nas contas do governo, mas não sofreram cortes. Nos últimos 7 meses, foram gastos R$ 215 milhões de reais.

Além disso, o governo tem praticado diversos cortes de gastos para o setor público que afetam os serviços e a atuação de muitos órgãos. Veja aqui os órgãos afetados.

Notícias ao Minuto

Recomendado para você pelo google

EM SOUSA

Radialista revela que “vítima da mão pesada e dos chutes do prefeito Tyrone” disputará eleições em 2020

VÍDEO

Comandante do Corpo de Bombeiros aponta possíveis causas do incêndio no lixão de Cajazeiras

SAÚDE

VÍDEO: Programa Xeque Mate fala sobre a saúde de Cajazeiras e recebe popular e diretoras do HUJB e HRC

REFORMA AGRÁRIA

VÍDEO: Coordenadora da CPT Sertão afirma que terras são um direito dos camponeses e não do agronegócio