header top bar

section content

OUÇA: Thompson tem candidatura barrada e fala com exclusividade ao Diário do Sertão sobre a decisão

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) acatou o pedido de impugnação da candidatura do ex-reitor da UFCG que disputaria uma vaga na Câmara Federal

Por Jocivan Pinheiro

17/09/2018 às 22h34 • atualizado em 17/09/2018 às 22h49

Thompson Mariz

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) acatou o pedido de impugnação da candidatura do ex-reitor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Thompson Mariz (PSB), que disputaria vaga na Câmara Federal. O pedido de impugnação foi feito pela Procuradoria Regional Eleitoral tomando como base a rejeição das contas de 2005 do então reitor.

De acordo com o próprio Thompson Mariz, dois motivos levaram o TRE a barrar sua candidatura. O primeiro foi a contratação de ônibus para levar alunos da UFCG a um congresso da União Nacional dos Estudantes Secundaristas (UNES) e para um congresso de cultura e artes em Goiânia-GO. O outro motivo foi suposto fracionamento de despesas.

Sobre a primeira acusação, Mariz não considera que disponibilizar ônibus para alunos participarem de eventos estudantis seja um ato doloso. Já a respeito do segundo caso, ele alega que quem fracionou despesas foi o então diretor do Hospital Universitário Alcides Carneiro, órgão do qual ele não era responsável pelas finanças, já que a UFCG tem várias unidades gestoras e o hospital, por sua vez, tinha o diretor como ordenador de despesas.

VEJA TAMBÉMEx-reitor da UFCG visita Hospital Universitário Júlio Bandeira, em Cajazeiras

Em contato com o Diário do Sertão, Thompson Mariz explicou a situação, se defendeu das acusações, pediu desculpas aos seus eleitores e justificou porque ele não vai recorrer da decisão.

“Quero agradecer do fundo do coração por terem acreditado nas minhas propostas e pedir desculpas a vocês por esse constrangimento. Não vou recorrer ao TSE [Tribunal Superior Eleitoral]. É uma decisão pessoal. Saio limpo desse processo, com a consciência tranquila. Deus quis assim e eu tenho que arcar com o ônus dessa decisão e acatar de cabeça erguida porque me orgulho de ter enviado os alunos para participar de um congresso científico e um congresso de cultura e arte. E os fracionamentos de despesas não foram feitos pela nossa unidade. Eles não se ativeram a isso e lamentavelmente impugnaram a minha candidatura.”

Ouça o áudio exclusivo de Thompson Mariz

PORTAL DIÁRIO

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Diversidade em Foco com professor de Português destaca as variações da nossa língua

HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local