header top bar

section content

Jeová Campos diz que sessões na ALPB devem permanecer remotas até todos da Casa serem imunizados

Em discórdia com o pensamento insistente do deputado Cabo Gilberto (PSL), o parlamentar sertanejo sugeriu que na próxima sessão, seja votado em definitivo para decidir sobre o assunto.

Por Portal Diário com Assessoria

05/05/2021 às 16h45 • atualizado em 05/05/2021 às 16h53

Deputado estadual Jeová Campos.

O deputado Jeová Campos (PSB), durante sessão remota da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizada nesta terça-feira (4), disse que não concorda que as reuniões voltem a ser presencial, enquanto todos os parlamentares, assim como, os funcionários da Casa Legislativa, não estiverem 100% vacinados contra a Covid-19.

“Essa discussão é imprudente, sem razoabilidade alguma e não tem cabimento na atual conjuntura. Enquanto não tiver vacina para todos e no caso da ALPB não é apenas para os deputados, mas para todos os servidores e funcionários, isso é inconcebível”, disse o deputado referindo-se a fala do colega Cabo Gilberto (PSL) que, mais uma vez, solicitou ao presidente da Casa a volta das sessões presencias da Assembleia Legislativa.

VEJA TAMBÉM

PL de Jeová Campos aprovado na ALPB dá direito a atendimento prioritário às pessoas com visão monocular

O presidente da ALPB, Adriano Galdino, discordou da sugestão do Cabo Gilberto e alegou que o plenário da ALPB é um ambiente fechado e, portanto, não seguro para realização de sessões em tempos de pandemia. O deputado Anísio Maia (PT) também se manifestou na sessão contra a solicitação do Cabo Gilberto. Para o parlamentar petista, esse tipo de postura condiz com a política genocida que encontra no presidente Bolsonaro, sua maior referência.

O deputado Jeová propôs a Mesa Diretora que na próxima sessão os parlamentares votem para decidir sobre o assunto em definitivo. “Eu observo que o deputado Cabo Gilberto toda semana traz esse debate para as sessões, mas enquanto não tiver todo mundo vacinado não tem como voltar às sessões presenciais. Eu sugiro que a gente acabe com essa cantilena esgotando esse assunto para acabar com essa discussão que não passa de um posicionamento imprudente”, disse o parlamentar, questionando a postura do colega que não defende o isolamento social, nem o uso da máscara. Jeová lembrou que os trabalhos legislativos não estão prejudicados e estão sendo realizados a contento de forma remota.

Jeová Campos ainda sugeriu ao Cabo Gilberto que use do prestígio que tem junto com o Presidente da República a orientá-lo a mudar de postura. “Porque você não pede a Bolsonaro para deixar de brigar com a China, para deixar de falar besteiras, como fez em sala reservada o Paulo Guedes, e criar um ambiente diplomático em que possibilite o Butantã a produzir mais vacinas?”, disse Jeová complementando que “enquanto não tiver vacina, não se pode aglomerar nem na ALPB, nem em lugar nenhum”, destacou Jeová que já tomou a primeira dose por se enquadrar em grupo prioritário, em função de ter tido um câncer e ter problemas cardíacos.

PORTAL DIÁRIO

'DEUS TÁ NA FRENTE'

VÍDEO: Dra. Paula pede orações após Zé Aldemir ser transferido para hospital Sírio Libanês em São Paulo

BAIXOU O NÍVEL

VÍDEO: Durante sessão da Câmara, vereador manda colega ‘enfiar a língua naquele canto’, em cidade da PB

PRESENTE MELHOR NÃO HÁ

VÍDEO EMOCIONANTE: Jovem da região de Cajazeiras que estava intubada em hospital de João Pessoa, acorda um dia antes do aniversário

DISCORDÂNCIA

VÍDEO: Vereador de Ipaumirim relata mudanças em PL que trata sobre alienação de prédios públicos

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!