header top bar

section content

Bispo quebra o silêncio e fala sobre a transferência de Padre Humberto

A opinião popular não vai conseguir que eu mude minha decisão, garantiu no final da noite de ontem, 18, o bispo de Cajazeiras, Dom José Gonzáles Alonso, sobre a saída do Padre Humberto.

Por

18/01/2008 às 13h12

/Na noite desta quinta-feira, 17, o Bispo Dom José Gonzáles esteve presente na missa de Adoração Santíssima, que é transmitida direto da Igreja São João Bosco pela Rádio Oeste da Paraíba.

Na ocasião, Dom José, acompanhado do Vigário Geral Padre Agripino, falou sobre a polêmica que se formou nos últimos dias na cidade de Cajazeiras em torno da transferência do Padre Humberto Mangueira, pároco da São João Bosco, para a cidade de Paulista, distrito de Pombal.

O Bispo Diocesano afirmou que as manifestações de carinho para com Padre Humberto, em que vários populares e personalidades cajazeirenses há dias vêm apelando, emocionados, por sua permanência, também o deixou feliz e sensibilizado, já que desta forma é provado o quão querido é o Padre.

Dom José Gonzáles disse ser consciente da dor que os paroquianos estão sentindo com a decisão. Mas, segundo ele, é necessário que nesse momento as pessoas hajam não somente com a emoção, mas também com a razão, já que a mudança de Padre Humberto foi pensada e repensada, e discutida entre ambas as partes.

O bispo fez questão de esclarecer que nada tem contra as pessoas que estão se manifestado, sejam elas comuns, ou personalidades políticas ou religiosas.

“Não tenho nada contra nenhuma pessoa, nenhuma instituição, ou nenhum grupo que está se manifestando. Mas sou responsável por toda a Diocese. Então tenho que escutar os clamores do povo; tenho que escutar quando um padre conta seus problemas e diz que está na hora de sair; tenho que ver as necessidades de outras paróquias; e depois tenho que consultar o Colégio Presbiteral para tomar qualquer decisão”.

Dom José Gonzáles disse também que entende a insatisfação popular, mas pede que nesse momento a sociedade demonstre maturidade cristã para aceitar a decisão. Ele afirma que esses processos de transferências de párocos por parte da Igreja são naturais e corriqueiros. Para isso, lembra que Padre Humberto já havia sido transferido das cidades de Triunfo e Diamante, até chegar à Cajazeiras. E deixa claro que as chances de Padre Humberto permanecer na Paróquia São João Bosco são muito poucas.

“A opinião popular não vai conseguir que eu mude minha decisão, a não ser pela razão, e não simplesmente pela emoção. Porque quando tomo uma decisão, essa decisão foi bem pensada e dialogada com o padre”, disse o Bispo.

Por fim, Dom José Gosalez pede que os fiéis rezem por ele para que esteja no caminho certo de suas decisões, e para que ele traga para a paróquia São João Bosco um padre tão competente e carismático como Padre Humberto.

O Bispo pede ainda que os paroquianos não acreditem em boatos espalhados pela imprensa a cerca de suas decisões. E nega especulações de que já existem três nomes cotados para substituir Padre Humberto Mangueira.

“Eu ainda não pensei em nomes, essa é a verdade. Então peço que vamos com calma. Vamos usar mais a cabeça e menos a emoção. Rezemos para que eu acerte em minhas decisões; rezemos para que Padre Humberto continue a ser esse grande padre; e rezemos para que tenhamos aqui um padre que continue a caminhada”, concluiu. 

Da redação do Diário do Sertão

Tags:
NOVO DESAFIO

VÍDEO: Jornalista Heron Cid anuncia que vai se afastar das atividades para disputar as Eleições 2022

DRACO

VÍDEO: Mulher é presa em Pombal por tráfico de drogas e comercialização de armas a mando do companheiro

A CASA CAIU

VÍDEO: Foragido da Justiça de São Paulo com pena de 8 anos de prisão, é preso na cidade de Pombal

"PONTO FACULTATIVO"

VÍDEO: Mesmo sem ser feriado, comércio de Sousa fica ‘deserto’ no São Pedro e causa estranheza

Recomendado pelo Google: