header top bar

section content

EXCLUSIVO: Padre excomungado pela Diocese de Cajazeiras revela por que trocou de Igreja Católica

Em entrevista exclusiva, o sacerdote explica os motivos que o levaram a deixar a Igreja Católica Apostólica Romana e ingressar na Igreja Católica Apostólica Brasileira

Por Jocivan Pinheiro

07/08/2020 às 20h11 • atualizado em 07/08/2020 às 20h19

Em entrevista exclusiva ao programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão, padre José de Andrade, de 50 anos, que exerceu parte do seu ministério na Diocese de Cajazeiras, de 2002 a 2017, revela os motivos que o levaram a deixar a Igreja Católica Apostólica Romana e ingressar na Igreja Católica Apostólica Brasileira.

Padre José de Andrade, que passou pelas paróquias de São José de Piranhas, São Bento e Triunfo, está afastado do ministério sacerdotal desde 2017. Ele conta que a decisão de trocar de Igreja Católica é recente, mas suas reflexões sobre o assunto vêm desde os tempos de seminarista.

O padre afirma que a maneira como foi tradado na Apostólica Romana, as divergências de visões teológicas, a forma da Diocese lidar com ele e vice-versa são alguns fatores que contribuíram.

“Na medida que o tempo vai passando, você vai tomando conhecimento do que você não conhecia antes. As coisas vão se construindo e você vai se descobrindo. O relacionamento do dia a dia com os colegas, com a instituição, vai te lapidando e você vai tendo outra visão de mundo, vai tendo outra visão até de você mesmo. Isso vai ajudando você a tomar uma decisão mais madura e mais racional. Tudo isso é fruto de um processo”, disse o padre.

VEJA TAMBÉM

Suposta noiva que teria motivado renúncia de padre em Itaporanga pode ser fictícia, diz repórter

Padre José de Andrade

Apesar da decisão polêmica, ele garante que não se arrepende: “Eu nunca coloquei a Igreja Católica Apostólica Romana como a coisa superior, como não vou colocar a Igreja Católica Apostólica Brasileira. Elas são meios, são chamadas a serem servas de Deus, não são fins, o fim é Jesus Cristo”.

Em comunicado, a Diocese de Cajazeiras diz que padre José de Andrade já havia passado por um processo canônico que resultou na perda de seu ministério, e deixa claro que ele não pode exercer nenhuma função religiosa na Igreja Católica Apostólica Romana. De acordo com a nota, padre José de Andrade foi automaticamente excomungado após deixar a igreja.

Comunicado da Diocese de Cajazeiras

DIÁRIO DO SERTÃO

DESABAFO

VÍDEO: Bispo critica auxílios para políticos e faz alerta sobre eleições: “Já sabemos quem não presta”

"NÃO VÃO NOS CALAR"

VÍDEO: Em ato público, coletivo de mulheres cobra justiça no caso Pâmella Bessa em Poço de José de Moura

SETEMBRO AMARELO

VÍDEO: Sociólogo diz que 9 em cada 10 suicídios podem ser evitados com ajuda profissional ou conversa

QUEBROU O SILÊNCIO

VÍDEO: Conselheiro lança chapa e fala pela primeira vez sobre rompimento com presidenta do COREN-PB

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!