header top bar

section content

Sousense é impedida de frequentar aulas de Karatê por se negar a reverenciar imagem

Aline relata que, a primeira coisa que se faz nas aulas de Karatê é reverenciar a imagem do mestre, chamado de Funakoshi, que é o pai do karatê moderno.

Por

28/11/2011 às 11h07

A aluna Aline Gadelha Batista, de 22 anos, da cidade de Sousa, revelou a imprensa sua indignação, com a atitude do professor, e também presidente da ASKASA (Associação Samurai Karatê de Sousa), João Gonçalves, conhecido popularmente como Dão, de proibi-la de freqüentar as aula de Karatê.

Aline relata que a primeira coisa que se faz nas aulas de Karatê é reverenciar a imagem do mestre, chamado de Funakoshi, que é o pai do karatê moderno.

Porém, a aluna se recusou a reverenciar, pois sua religião é evangélica e não se permite reverenciar imagens, no entanto, o ritual exige que os alunos reverencie, a partir de então, o professor impôs a Aline que, ou ela reverenciaria a imagem ou estaria expulsa da escola de karatê.

Essa atitude do professor, segundo Aline é preconceituosa, causando-a muita indignação e tristeza.

DIÁRIO DO SERTÃO
 

Tags:

Recomendado para você pelo google

HOMENAGEM

VÍDEO: Xeque Mate homenageia mototaxistas e entrevista a única mulher mototaxista de Cajazeiras

HOMENAGEM

VÍDEO: Com música ao vivo, programa Diversidade em Foco faz reflexão sobre o Dia das Mães; Assista!

EXCLUSIVO

Presidente reafirma proibição de arma na assembleia, fala da Operação Calvário e cortes de gabinetes

VÍDEO

Governador João Azevêdo fala sobre o afastamento político com Ricardo Coutinho e mudanças no Governo