header top bar

section content

Você sabia que existem toxinas que estão dentro de casa e que tiram a saúde? Confira

Por muitas que sejam as vezes que limpa a casa ‘a fundo’, a verdade é que algumas toxinas teimam em permanecer

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

04/01/2018 às 10h10

Os perigos a saúde que estão dentro das nossas casas

Mofo, bolor, pó, ácaros, compostos orgânicos voláteis, pesticidas. Estes são alguns dos habitantes indesejados que quase todas as casas têm, até mesmo aquelas que são limpas com bastante regularidade. Estes agentes sob o nome de toxinas tendem a ‘esconder’ em locais concretos, mas mantêm-se igualmente tóxicos mesmo quando não estão à vista de todos.

De acordo com o site Bustle, o contato direto e prolongado com estas toxinas pode trazer algumas complicações para a saúde, sendo os sintomas de gripe os mais comuns, especialmente se em causa está uma possível alergia a um destes ‘habitantes indesejados’.

No caso do mofo, a sua presença – que pode estar associada a habitações com mais umidade – pode causar congestionamento nasal, irritação na garganta, comichão e irritação no nariz e olhos, e ainda espirros.

As irritações cutâneas são também uma consequência possível. Mas, como é que se pode travar a ação do mofo? Em primeiro lugar, há que fazer a devida limpeza do lar, uma vez que “quanto mais depressa se atuar, mais fácil é resolver”, diz a especialista em toxicidade ambiental Ann Shippy. Depois, deve-se tentar ventilá-lo ao máximo e procurar não ter espaços demasiado úmidos (um banheiro sem janela ou ventilador pode ser o habitat ideal).

No que diz respeito aos ácaros, estes tendem a escolher os colchões, as almofadas, os cobertores e quaisquer outros têxteis de cama para habitar, uma vez que optam por ambientes quentes e potencialmente úmidos. Os tapetes e as carpetes são também um local de eleição, por isso, o aspirador assume-se como melhor amigo nesta luta contra os ácaros, pequenos animais que podem causar reações alérgicas tanto a nível respiratório como a nível cutâneo.

Quanto aos compostos orgânicos voláteis, estes preferem estar em itens ainda novos, como carros acabados de estrear, tapetes acabados de comprar etc. Estes químicos podem apresentar-se sob a forma de arsénio, formaldeído (presente em velas, por exemplo) e tolueno, sendo que qualquer composto orgânico volátil é capaz de causar tonturas, ardor dos olhos e congestionamento na garganta, além, claro, de dores de cabeça.

Presentes onde menos é necessário, os pesticidas tendem a invadir a nossa alimentação e de uma forma cada vez mais intensa. Quando os produtos não são biológicos ou orgânicos, o risco de consumir alimentos contaminados por pesticidas é grande, estando este ‘agente’ associado a problemas de fertilidade e até mesmo ao câncer quando o contato é prolongado.

Notícias ao Minuto

Tags:

Recomendado para você pelo google

FIQUE POR DENTRO

VÍDEO: Pesquisa do Procon mostra diferença de preços de combustíveis nos postos da cidade de Cajazeiras

FOLIA RETRÔ

VÍDEO: Festa reviverá o antigo carnaval de Cajazeiras com blocos tradicionais e banda que marcou geração

ROMPIDOS EM 2018

VÍDEO: Jucinério admite que não é impossível reaproximação com José Aldemir e fala em ‘fofocas’ no grupo

ENTREVISTA

SEGURANÇA PÚBLICA: Programa Xeque Mate recebe o delegado seccional de Cajazeiras Gláuber Fontes