header top bar

section content

Confira 5 hábitos para você ganhar mais 10 anos de vida depois dos 50

Pela primeira vez, a ciência contabiliza o saldo em longevidade de pessoas acima dos 50 anos que, finalmente, decidem adotar atitudes saudáveis no cotidiano

Por Istoé

05/05/2018 às 09h05 • atualizado em 04/05/2018 às 21h07

Ciência contabiliza o saldo em longevidade de pessoas acima dos 50 anos

Os médicos sempre dizem que uma guinada na forma de cuidar da saúde, mesmo após os 50 anos, é capaz de prolongar a vida. O que eles não sabiam era afirmar quanto tempo a mais de vida os novos hábitos trazem. Agora isso está na ponta do lápis. São 10 anos a mais, pelo menos, segundo uma extensa pesquisa que acaba de ser publicada na Circulation, revista da Associação Americana do Coração. As ações recomendadas são conhecidas: uma dieta que preconize a ingestão de frutas, verduras e gorduras saudáveis; exercitar-se regularmente trinta minutos por dia; manter o peso adequado à altura, beber moderadamente (uma taça de vinho para mulheres e duas para os homens) e não fumar. Parece óbvio, mas é a primeira vez que a ciência faz a conta do ganho real que um indivíduo de meia idade obtém ao seguir a cartilha da vida saudável.

O trabalho foi feito por pesquisadores da Universidade de Harvard (EUA), que acompanharam por três décadas a evolução da saúde de 78 mil mulheres 44 mil homens a partir dos 50 anos. Sem adotar as cinco atitudes saudáveis, elas tinham 29 anos de expectativa de vida. As que passaram a adotá-las viveriam mais 43 anos. No caso dos homens, o salto foi de 25 para 37 anos. Além disso, os cinquentões saudáveis apresentaram 74% menos risco de morte durante o período acompanhado. O grupo teve 82% menos possibilidade de morrer após um acidente vascular cerebral ou um infarto e 65% menos chance de falecer por causa do câncer.

São índices bastante expressivos, que podem ser explicados pelos benefícios fisiológicos proporcionados pelos hábitos. Somados, eles ajudam a proteger o corpo contra o câncer, as doenças cardiovasculares e as consequências destas, que são as principais causas de morte no mundo. Um dos grandes problemas, porém, é fazer com que as pessoas mudem de hábitos, e de forma consistente. “A adesão ainda é muito pequena”, lamentou Frank Hu, coordenador do trabalho.

A constatação traz ainda outro desafio: convencer os indivíduos de que eles são também responsáveis pela própria saúde. “É preciso que as pessoas atuem como protagonistas nisso, ficando mais conscientes do poder que têm de mudar a vida”, afirma a médica Vania Assaly, presidente da Associação Brasileira de Saúde Funcional e Estilo de Vida.

Fonte: Istoé - https://istoe.com.br/5-habitos-para-ganhar-10-anos/

COM OLIVAN PEREIRA

VÍDEO: Exoneração do sobrinho de Rivelino Martins e nomeação de Maura Sobreira agitam o Direto ao Ponto

CONTRA A LIBERAÇÃO

VÍDEO: Comandante da PM de Cajazeiras vê risco de aumentar crimes domésticos e fúteis com posse de arma

EM 2020

VÍDEO: Deputado federal sugere que Chico Mendes pode ser candidato a prefeito de Cajazeiras pelo PTB

UNA FREVO 2019

VÍDEO: Com 16 atrações, destaques nacionais e percurso do frevo, carnaval da cidade de Uiraúna é lançado