header top bar

section content

Com 85% das Obras concluídas, águas do São Francisco devem chegar este ano a PB

A obra é considerada uma das maiores do mundo e tem um investimento de R$ 8 bilhões do Governo Federal. Confira aqui!

Por Luzia de Sousa

15/03/2016 às 07h09 • atualizado em 15/03/2016 às 10h34

As obras de transposição das águas do Rio São Francisco na Paraíba estão 85% concluídas e devem ser entregues até o início do próximo ano, segundo o Ministério da Integração Nacional. Para o estado, estão sendo construídos dois trechos com acesso pelas cidades de Monte Horebe, no Sertão, e Monteiro, no Cariri paraibano.

A obra é considerada uma das maiores do mundo e tem um investimento de R$ 8 bilhões. “A nossa expectativa é de que entre o final deste ano e início de 2017 a obra completa seja entregue”, disse o ministro interino da integração nacional, Carlos Vieira.

No eixo Leste, são 34 quilômetros de transposição da cidade de Custódia, em Pernambuco, até a cidade Monteiro. Já no eixo Norte, o canal que liga as cidades de Cabrobó, no Sertão pernambucano, e Monte Horebe, São José de Piranhas e Cajazeiras tem 81 quilômetros.

As águas do Rio São Francisco devem beneficiar cerca de 12 milhões de pessoas, nos estados de Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. Segundo o Secretário de Infraestrutura da Paraíba, João Azevedo, a transposição garantirá o sonho de segurança hídrica.

“Essa água chegando a Paraíba, efetivamente nós vamos começar a solucionar os maiores problemas que nós temos aqui, de segurança hídrica”, disse ele.

No eixo Leste, a água da transposição passará pelos rios do Cariri e Agreste enchendo o açude Poções, em Monteiro, Epitácio Pessoa, em Boqueirão, e a barragem de Acauã, em Itatuba. A água chegará por meio de canais e túneis subterrâneos.

“Parte dessa água do eixo Leste também será distribuída para toda a região do Cariri, num reforço para todos os sistemas de adutoras, que já existem implantados no estado, e através do sistema adutor da Borborema, que está em fase de projeto. Nós vamos ter a possibilidade de levar água até a região do Curimataú”, acrescentou João Azevedo.

No eixo Norte, a água chegará na Paraíba pela barragem de Caiçara e seguirá para o açude Engenheiro Ávidos, em Cajazeiras, e em seguida para o açude São Gonçalo e Rio Piranhas, chegando ao estado do Rio Grande do Norte, onde terá outras distribuições. A Paraíba conseguiu a aprovação de uma entrada no eixo Norte para o açude de Condado, na cidade de Conceição, no Sertão.

Segundo o Ministério, em todo o Nordeste, o projeto de transposição do Rio São Francisco emprega diretamente cerca de 10 mil pessoas, tendo cera de 477 quilômetros, atingindo 27 reservatórios, 14 aquedutos, nove estações de bombeamento e quatro túneis.

Para muitos paraibanos, a transposição das águas do Rio São Francisco é única solução para a seca que assola o estado. “Não vai ter de onde vir outra água não. A esperança é essa obra ser concluída para a gente ter água a vontade”, disse o comerciante Antônio Alves.

DIÁRIO DO SERTÃO com G1PB

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!