header top bar

section content

Açude que abastece várias cidades do Sertão está praticamente seco, moradores revelam muito desperdício e comerciantes lamentam prejuízos

Com pouco mais de 11% da sua capacidade, o açude já não tem mais condições de abastecer cerca de 50 cidades da sua região

Por

05/12/2015 às 13h49

Com pouco mais de 11% da sua capacidade, segundo os dados mais recentes da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (AESA), o açude de Coremas, o maior do Estado, já não tem mais condições de abastecer cerca de 50 municípios daquela região. E se isso continuar acontecendo, ele atingirá seu volume morto em breve.

Sem perspectiva de chuvas nos próximos meses, moradores da cidade de Coremas, a 88 km de Cajazeiras e a 392 km da capital João Pessoa, temem que até janeiro do ano que vem o açude atinja o volume morto.

Veja mais!

TVDS Especial – Com açude quase seco, população de cidade do Vale do Piancó perde a fé na chuva e profetiza: "O próximo ano será pior que este"

TVDS Especial – População de cidade do Vale do Piancó relata que tem que ficar acordada até três da madrugada para mendigar água nas ruas

Com o manancial praticamente seco, o impacto é sentido também na economia da região. Seu Adonias Ferreira, proprietário de um bar que fica às margens do açude, conta que, por causa da crise econômica aliada à seca, o movimento no seu estabelecimento caiu 50%.

Mas durante visita à cidade de Coremas, a equipe da TV Diário do Sertão constatou também que a situação é agravada pela falta de consciência de alguns moradores que não economizam a água do açude.

A estudante Maria Isaellen é a favor de que as outras cidades da região continuem sendo abastecidas por Coremas, mas ela gostaria que a população aprendesse a economizar o líquido. “A situação está muito crítica devido à população não saber poupar o nosso oásis. Mas a gente deve observar que as outras cidades também precisam do abastecimento d’água.”

O comerciante Isaac Ferreira revela que não há controle do abastecimento por parte da Cagepa, mas ele afirma que a população está começando a economizar a água do açude. “Aqui não tem Cagepa. As torneiras são abertas 24 horas. Não é água tratada. Está o projeto para vir agora. Inclusive, o pessoal de Coremas já está consciente, está economizando mais”, disse.

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan