header top bar

section content

CRM interdita hospital do Sertão porque o único médico da Casa era o prefeito da cidade

O gestor sertanejo assumia três funções públicas no município, pois além de prefeito era diretor e médico do hospital.

Por

15/10/2011 às 14h34

O Conselho Regional de Medicina (CRM) do Estado da Paraíba, em parceria com o Ministério Público da Comarca de Catolé do Rocha, interditou esta semana o Hospital e Maternidade São Lucas, que fica na cidade de Brejo dos Santos, por ferir o código de ética da classe.

O hospital é o único do município e estava funcionando com apenas um médico, Lauri Ferreira, que é diretor da unidade de saúde e prefeito da cidade.

A fiscalização do CRM informou que um hospital deve funcionar com médicos que trabalhem diuturnamente e todos os dias.

O hospital fechou suas portas neste sábado e deve contratar profissionais médicos para que seja reaberto. A infraestrutura do local também foi avaliada pelo conselho, que aprovou a estrutura física da unidade de saúde.

Veja também:

Conselho Regional de Medicina fecha hospital de cidade do Sertão por irregularidades. VEJA O VÍDEO!

DIÁRIO DO SERTÃO
 

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula