header top bar

José Antonio

section content

Encontro de Rios do Sertão com águas do São Francisco

11/02/2022 às 19h10

Águas do Velho Chico chegando ao Sertão da Paraíba. (Foto: divulgação).

Por José Antonio

O dia nove de fevereiro de 2022 será marcado no calendário como uma data significativa para o povo do Nordeste. As águas do Rio São Francisco, a partir de Cabrobó, em Pernambuco, serpenteiam por canais a céu aberto, tuneis e tubos para chegarem aos estados do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, projetado como Eixo Norte.

No Ceará foi formado o famoso “Cinturão das águas”, que a partir da Barragem de Jati, abastecerá dois importantes mananciais do Nordeste: o Orós e o Castanhão via Rios Salgado e Jaguaribe.

Para chegar a Paraíba, no município de São José de Piranhas, fez-se necessário escavar um túnel de 15 quilômetros e por suas entranhas já encheu as Barragens de Morros e Boa Vista, que terá a capacidade de armazenar 370 milhões de m³ de água e que já está, através de um túnel de seis quilômetros, levando água para a Barragem de Caiçara no município de Cajazeiras, que servirá de base para levar água para os potiguares, via Canal do Apodi. É um novo projeto orçado em quase um bilhão de reais.

As águas armazenadas nas Barragens da Boa Vista e Caiçara já estão sendo liberadas para o Açude Engenheiro Avidos, no município de Cajazeiras, que está passando por uma reforma/substituição do vertedouro que havia sido inaugurado em 1936 e para isto está sendo construída uma barragem de terra, dentro do açude, para que as águas não impeçam a execução da obra e foi feito uma espécie de canal para que as águas da transposição do São Francisco fossem liberadas pelo sangradouro que foi construído no Governo do Presidente Geisel, o que possibilitou e impediu que as aguas armazenadas sangrassem pelo meio da parede do açude.

As águas que chegam da transposição estão sendo liberadas para o leito do Rio Piranhas até o Açude do São Gonçalo, no município de Sousa, e daí seguem para o Rio Grande do Norte, formando o encontro das águas do Piranhas com os Rios do Peixe e Piancó. Estas águas vão encher a Barragem de Açu.

Portanto, ontem, dia nove de fevereiro, aconteceu a celebração da chegada das águas em Jardim de Piranhas, com a presença do povo e do Presidente Bolsonaro, responsável pela conclusão desta tão sonhada obra. Perenizar estes rios simboliza a libertação de um povo, de milhares de famílias e com certeza vai ser ampliada a oportunidade de novos empregos, de mais renda, a partir do desenvolvimento da agropecuária.

Para nós que residimos em Cajazeiras fica afastado a possibilidade de racionamento de água, como aconteceu recentemente, face aos nove anos de seca do Nordeste. Foi preciso utilizar o volume morto do Açude Engenheiro Avidos para abastecer a cidade.

Quando eu era adolescente assisti duas lutas de Cajazeiras: a do abastecimento de água, vindo do Boqueirão de Piranhas e a luz de Paulo Afonso. Estes dois fatos estão no livro “Do miolo do Sertão”, que trata da vida de Chico Rolim, contada por Sebastião Moreira Duarte.

Porque estou misturando água com eletricidade? Eu fiquei há imaginar esta semana: a água que estou me servindo pode ser a mesma que gerou a energia lá em Paulo que fez ligar o meu computador para escrever este artigo. Tem mais: a água que a partir de agora vou beber nasceu lá na Serra da Canastra em Minas Gerais. Você tem dúvidas?

Viva o Velho Chico! Que mata a nossa sede e faz clarear as noites escuras do nosso Nordeste, via Usina de Paulo Afonso.

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br

CRISE

VÍDEO: Padre de Cajazeiras lamenta aumentos constantes e inflação alta: “Nosso povo está caindo de fome”

ORGULHO SERTANEJO

VÍDEO: Disputando com professores de todo Brasil, cajazeirense de escola pública vence prêmio nacional

COMPARANDO

VÍDEO: Fábio Tyrone culpa chuva por buracos em Sousa e diz que Nova York e Paris têm o mesmo problema

PROBLEMA PERSISTE

VÍDEO: Há mais de 2 anos com esgoto estourado, moradores de Sousa pedem socorro: “A gente vai morrer”

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br

Recomendado pelo Google: