header top bar

Francisco Cartaxo

section content

Faltou a vela na festa virtual da ACAL

01/06/2020 às 08h15

Membros da Academia Cajazeirense de Artes e Letras

A festa de primeiro aniversário da ACAL deveria ocorrer com a participação da sociedade cajazeirense. No entanto, a pandemia do coronavírus não deixou. Começamos a planejar e desenvolver ações concretas ainda no ano passado. A preparação da Revista da ACAL que seria lançada no dia 24 de maio, foi uma delas. Articular apresentações literárias, artísticas e culturais foram outras. Tudo se encaminhava na direção de um evento mais grandioso do que a festiva posse dos 38 sócios fundadores, no Cajazeiras Tênis Clube. Grandioso e participativo, envolvendo a cidade e sua reconhecida fortaleza cultural e artística, numa atitude firme da Academia, aliás, mais significativa do que inflar nossas vaidades individuais. A covid-19 frustrou tudo isso.
Confinados, como fazer?

Em branco a data não passaria. Já vivenciáramos, em março, pequena experiência à distância. Por imposição da pandemia, suspendemos Assembleia Geral Extraordinária, convocada por Edital, nos conformes do Estatuto. Decidimos, porém, votar a reforma do Regimento Interno, a fim de elidir esta esdrúxula exigência: para ingressar na ACAL, o candidato teria que comprovar seu domicílio na Paraíba, pelo prazo mínimo de dez anos! O voto virtual corrigiu o erro. Esse passo nos animou.

E os obstáculos?

Inexistiriam se todos fossemos habituados ao uso de tecnologia virtual. Não somos. Alguns de nós, este cronista inclusive, apenas bordejamos esse mundo estranho… Um exemplo? Baixar um simples aplicativo. Quando o confrade Christiano Moura sugeriu o Zoom, por ser prático e gratuito, teve o imediato aplauso de Guilherme Sargentelli. Sem perder tempo, recomendou-se no grupo WhatsApp: baixar o aplicativo é o primeiro passo. Como é que gente feito eu, Paulo Andriola, Irismar Gomes, Abdiel Rolim, Francelino Soares e Tantino Cartaxo vamos sair dessa, pensei. Da mesma geração, embora Irismar seja menos idosa, recorremos a gente da família. Sob risada, minha filha baixou o aplicativo em menos de dois minutos! Oxente, é tão fácil assim?

Outros pequenos empecilhos foram sendo vencidos com a dedicação de confrades e confreiras afeitos aos “mistérios” da tecnologia da comunicação virtual. Resultado, dia 24 de maio de 2020, às 17 horas, 19 dos 38 sócios fundadores da ACAL estavam conectados! Outros bateram à porta, mas, por motivos alheios à vontade de cada um, não puderam entrar na sala… Poucos, pouquíssimos, mesmo pudendo, não o fizeram.

O aniversário não passou em branco.

Enfrentamos as restrições pandêmicas, muito embora fosse outro o sonho, acalentado desde o ano passado. Sonho ousado. A festa seria uma convocação à sociedade cajazeirense, para que ela participe de nossa alegria. Para tanto, vários confrades e confreiras já estavam em plena atividade preparando o primeiro número da Revista da ACAL, cuidando da feitura e edição de livros que seriam lançados, da seleção de grupos musicais e artísticos, de poetas e repentistas, de exposições fotográficas e coisas do gênero. Queríamos dar a Cajazeiras a oportunidade de, mais uma vez, constatar sua forte diversidade cultural.

Cito apenas uma amostra do que estava sendo preparado para festejar sua existência da Academia, antes de soprar a velinha no nosso bolo. A vela seria soprada, no ritual consagrado há séculos, jamais seria apagada! Por enquanto, ele só hiberna. Quando a desgraça da covid-19l passar, ela alumiará com sua chama novos cantos e encantos.

Presidente da Academia Cajazeirense de Artes e Letras – ACAL

Francisco Cartaxo

Francisco Cartaxo

Francisco Sales Cartaxo Rolim foi secretário de planejamento do governo de Ivan Bichara, secretário-adjunto da fazenda de Pernambuco – governo de Miguel Arraes. É escritor, filiado à UBE/PE e membro-fundador da Academia Cajazeirense de Artes e Letras – ACAL. Autor de, entre outros livros, Guerra ao fanatismo: a diocese de Cajazeiras no cerco ao padre Cícero.

Contato: cartaxorolim@gmail.com

CRISE

VÍDEO: Ser bem-sucedido financeiramente faz diferença no casamento, avalia terapeuta

BARRACO E AGRESSÕES

VÍDEO: Radialista conta a versão do grupo de situação sobre pancadaria entre candidatos em Bom Jesus

ELEIÇÕES EM SOUSA

VÍDEO: Entenda as acusações da coligação ‘Sousa Grande’ que pede a impugnação da candidatura de Tyrone

olho vivo

Falta de deputado federal do Sertão causa atraso para construção do HU na região, vê presidente da CDL

Francisco Cartaxo

Francisco Cartaxo

Francisco Sales Cartaxo Rolim foi secretário de planejamento do governo de Ivan Bichara, secretário-adjunto da fazenda de Pernambuco – governo de Miguel Arraes. É escritor, filiado à UBE/PE e membro-fundador da Academia Cajazeirense de Artes e Letras – ACAL. Autor de, entre outros livros, Guerra ao fanatismo: a diocese de Cajazeiras no cerco ao padre Cícero.

Contato: cartaxorolim@gmail.com

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!