header top bar

José Antonio

section content

Paciência, fé e esperança

22/11/2021 às 08h38

Coluna de José Antonio. (Imagem ilustrativa).

Por José Antonio

Ainda convalescendo de uma cirurgia de Revascularização do Miocárdio, motivada por uma Insuficiência do Miocárdio, realizada no Recife, pelo cirurgião Fernando Moraes e sua equipe, no último dia 22 de setembro, no Hospital da UNIMED III, estou tentando seguir os conselhos de meu querido amigo Frassales, que também passou pelo mesmo processo cirúrgico, de que é preciso ter muita paciência, paciência, paciência!

Diz-se que o tempo é o senhor da razão. A cada horizonte que flagramos, descobrimos outro mais distante e o tempo que é hoje, a cada passo adiante já é o ontem. Preciso de 90 dias para começar a exercer as minhas atividades. Haja tempo, mas a cada amanhecer é um novo dia e já se foram 65 dias.

Existe o tempo de nascer, crescer, plantar, colher e no processo natural da vida chega à morte, que é extremamente forte, mas a vida a domina e segue inexoravelmente o seu caminho, o que fica na poeira do caminho é história.

E neste caminhar entre o nascer e morrer existe os homens que se tornam líderes e assumem os destinos de um povo, de uma cidade e de uma nação. Uns se consagram pelo vigor e capacidade de vencer crises, outros pela sabedoria, poucos pela humildade e por saber ouvir pelos dois ouvidos, mas existem os que vencem pela fé a pela paciência.

Neste meu “novo” caminhar só tenho muito é que ser grato a tantas pessoas que cruzaram o meu caminho e de outros que sempre estiveram ao lado. Não é possível enumerá-los, iria cometer injustiças.

No leito de uma cama tive momentos para grandes reflexões e de buscar nas memórias o quanto eu terei ser grato por toda a vida por pessoas íntimas e pelos anônimos que passaram momentos, minutos, horas ao meu lado para me dar o conforto e aliviar minhas dores.

Os grandes homens, registra a história, se consagraram a partir da oportunidade do “contraditório” e magistralmente com sabedoria, humildade e inteligência faz quedar os seus “egoísmos”, algumas vezes com sábias palavras, em outras simplesmente com o silêncio. Uma grande conquista só tem sentido quando do outro lado existe um valoroso parceiro e amigo.

Não posso e não devo esquecer aqueles que lutaram e se interessam pela minha vida. Qualquer homem tem conhecimento profundo, que ao plantar as sementes da gratidão as verá um dia a germinar na alma cativa de quem foi servido.

Senti em toda esta caminhada que ingratidão, rancor, ódio e mágoa jamais deveriam fazer parte da vida de qualquer ser humano.

Meu grande amigo e eterno conselheiro, por mais de quatro décadas, Padre Luís Gualberto, sempre me dizia: “Meu Compadre, a gratidão é a mais sublime ação de um homem”, mesmo que ela seja tardia, será eterna.

Hoje eu vejo que por mais tênue que seja a sua luz, será sempre preciso que ela esteja acesa para iluminar uma noite de trevas, assim podemos olhar, vê e vislumbrar os horizontes da esperança.

É preciso fé para poder vencer!

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br

INTERNET

VÍDEO: Pesquisadora expert no mundo digital alerta empreendedores sobre segurança cibernética

FATALIDADE

VÍDEO: Sepultamento de jovem que morreu de descarga elétrica é marcado por muita comoção em Cajazeiras

ARREPENDIDO?

VÍDEO: Bolsonaro diz que não sabe ‘onde estava com a cabeça’ quando decidiu ser candidato a presidente

OPINIÃO

VÍDEO: “Parece que existe uma força-tarefa em Brasília para que Lula seja candidato”, diz advogado

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br

Recomendado pelo Google: