header top bar

Padre Djacy

section content

Venceu quem merecia

16/07/2010 às 22h07

Espanha, com seu belo futebol durante toda a Copa, leva para Madri o troféu. Nada mais justo, se considerarmos que esse título foi construido com uma campanha que chegou a encantar, só deixando de ser brilhante justamente na final. Compreende-se: as duas seleções estavam exageradamente tensas. Portanto, o emocional funcionou muito mais na decisão porque se tratava de dois ansiosos "calouros" na rota que levaria à condição de melhor do mundo. A Espanha, óbvio, por se ver numa posição inédita como finalista, um exagero de adrenalina. Quanto à Holanda, pelos dois títulos perdidos em 1974 e 1978, preocupadíssima em não se ver de novo sob o risco de, mais uma vez, morrer na praia. Merecidíssimo o pódio para a Fúria. Afinal, além de tudo quanto soube jogar, na hora decisiva ainda soube manter o equilíbrio (e conseguiu!) diante do exagero de faltas dos adversários. Brincadeira: oito cartões amarelos e um vermelho para a Laranja, enquanto os pupilos de Del Bosque tomaram cinco. Já sentiram como um mundial passa rápido? Que pena… De repente, tres joguinhos só nas oitavas e, pronto, entramos no mata-mata, seleções são eliminadas nas quartas, nas semi e, pronto, vem o jogo do terceiro lugar e a decisão. Toda tralha colorida do torcedor vai para gavetas e baús, em poucos dias tudo se esquece, desaparece o som das vuvuzelas e só quatro anos mais tarde teremos a repetição do sonho do hexa. Na África, caímos fora nas quartas de final. Como em 2006.. Será que em 2014 vai dar? Cedo para começar a falar disso. Temos tempo de sobra para conhecer o novo treinador, apreciar as eliminatórias (para os outros, porque o país-séde tem classificação garantida), sofrer, sabe-se lá o quanto, com os convocados que preferimos e nem sempre são os que o treinador mais aprecia.

Cachê da Espanha já supera o Brasil
Em alta depois do título Mundial, a Espanha recebeu pedidos de amistosos de Brasil, Itália e Inglaterra. No momento está marcado apenas uma partida contra o México, dia 11 de agosto, no estádio Azteca. O jogo marcará as comemorações do bicentenário da independência do país. Marcado antes da Copa do Mundo, o amistoso renderá à Federação Espanhola de Futebol (FEF) 1 milhão de euros (R$ 2,4 milhões). Com o título, o cachê para os amistosos marcados a partir de agora subiu para 1,5 milhão de euros (R$ 3,6 milhões), 300 mil euros (R$ 720 mil) a mais do que cobra o Brasil.

FIFA decide em 2011 divisão de vagas para Copa do Mundo 2014
Com o fim da Copa do Mundo da África do Sul, as grandes nações do futebol já começam a pensar na edição que será disputada no Brasil. A primeira grande dúvida refere-se ao número de vagas que cada continente terá no torneio, mas o presidente da Fifa, Joseph Blatter, avisa que só divulgará a divisão em 2011. Portanto, o número de vagas da América do Sul é justamente uma das dúvidas. Nas Eliminatórias Sul-americanas para 2010, cinco seleções garantiram classificação (quatro diretamente e uma na repescagem). Se a regra for mantida, a Conmebol poderá ter até seis equipes no Brasil, contando com os anfitriões. Porém, a Concacaf (compreende Américas do Norte e Central) deseja aumentar seu espaço, assim como a África. Blatter, porém, só adianta que o desempenho nesta Copa de 2010 não será determinante para a decisão da Fifa.

Escolha de Forlan enche o Uruguai de orgulho
O melhor jogador da Copa do Mundo da África do Sul não esteve na grande decisão. A Fifa elegeu o uruguaio Diego Forlán, quarto colocado com sua seleção, como o melhor jogador da competição, ainda que ele tenha ficado pelo caminho antes da final. Forlán se destacou ao praticamente carregar a seleção do Uruguai nas costas até a semifinal, passando como líder do difícil Grupo A, que contava com a França, campeã em 1998 e vice em 2006, África do Sul, dona da casa, e o México, que foi o classificado em segundo lugar no grupo.

BOLA DENTRO
Para a “Fúria” que com o seu futebol de refinado toque de bola e aplicação tática acaba de conquistar merecidamente a Copa do Mundo de 2010. Para os espanhóis uma merecida NOTA 10!

BOLA FORA
Para Ricardo Teixeira. É sempre assim a cada decepção da seleção na Copa do Mundo, ele joga a culpa em todos que estão ao seu redor e esquece que o seu reinado vai acabar com a nossa seleção brasileira. Renovação seria se começasse pela sua saída da CBF. Ricardo sua NOTA é 0!
 

Padre Djacy

Padre Djacy

Pároco da paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, da cidade de Pedra Branca, no Vale do Piancó, Diocese de Cajazeiras, Paraíba.

Contato: padredjacy@hotmail.com

FÉ CATÓLICA

VÍDEO: Bispo de Cajazeiras participa de Missa no túmulo de São Pedro, na Basílica do Vaticano, em Roma

ELEIÇÕES 2022

VÍDEO: Veneziano diz que chapa com Ricardo não tem ‘Plano B’ e nega conversas com Cássio e Pedro

ELEITOS EM 2020

VÍDEO: Advogado comenta decisão do TRE que determina cassação de vereadores de cidade na região de Sousa

CAMPOS IDEOLÓGICOS

VÍDEO: Enquete online do Diário do Sertão mostra que a maioria tem preferência política pela esquerda

Padre Djacy

Padre Djacy

Pároco da paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, da cidade de Pedra Branca, no Vale do Piancó, Diocese de Cajazeiras, Paraíba.

Contato: padredjacy@hotmail.com

Recomendado pelo Google: