header top bar

section content

Vixe! Vendedor de açaí é assaltado pela segunda vez em Sousa e bandidos levam mais de R$ 2 mil em dinheiro

Em contato com a reportagem do Diário do Sertão, Edvan, desabafou e afirmou que a cidade precisa de mais policiais para combater os bandidos. Confira aqui!

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

01/08/2016 às 17h26 • atualizado em 01/08/2016 às 18h33

Edvan do Açaí (foto: Charley Garrido)

Os assaltantes não param de agir na cidade de Sousa, a vítima dessa vez foi o vendedor de açaí Edvan Pereira da Silva. O roubo aconteceu por volta das 13:15h desta segunda-feira (01), próximo ao Batalhão do Corpo de Bombeiros.

De acordo com informações da Polícia Militar, Edvan estava com a quantia de R$ 2 mil em dinheiro que seria para comprar caixas de açaí, mas, logo quando saia de casa foi abordado pelos assaltantes que subtraíram o dinheiro e o celular, fugindo em direção ao bairro Raquel Gadelha.

Veja também:
Sousa: jovem percorre a cidade de bicicleta vendendo açaí; ele sonha em ser bombeiro

Edvan percorre a cidade de bicicleta vendendo açaí (foto: Charley Garrido)

Edvan percorre a cidade de bicicleta vendendo açaí (foto: Charley Garrido)

A Polícia Militar foi acionada, realizou diligências, mas a dupla da moto não foi localizada.

Em contato com a reportagem do Diário do Sertão, Edvan, desabafou e afirmou que a cidade precisa de mais policiais para combater os bandidos que esta agindo diariamente em Sousa:

“Ninguém pode mais trabalhar honestamente. No início desse ano fui assaltado, e agora novamente. Vou lutar com fé, levantar a cabeça, correr novamente atrás do prejuízo”, disse.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

Vereadora cita nomes para disputar prefeitura de Cajazeiras e diz que acredita na união das oposições

FESTÃO

VÍDEO E FOTOS: Troféu Empresário de Sucesso reúne os maiores empreendedores de Cajazeiras e região

AO VIVO

Acompanhe o programa Olho Vivo com notícias do Sertão da Paraíba – 06.11.2019

DESTAQUE

VÍDEO: Projeto de microcrédito coordenado por cajazeirense vence prêmio internacional em São Paulo