header top bar

section content

Prefeitura oferece tratamento a menor tatuado na testa

Em parceria com uma faculdade do ABC Paulista, administração municipal de São Bernardo do Campo irá disponibilizar procedimentos

Por Priscila Belmont

13/06/2017 às 09h11

O garoto teve a testa tatuada com a frase 'sou ladrão e vacilão' Reprodução Internet

A prefeitura de São Bernardo do Campo (SP) afirmou, nesta segunda-feira, que irá “disponibilizar todo o procedimento médico e cirúrgico ao menor que teve a frase “eu sou ladrão” tatuada na testa. Segundo a prefeitura, uma parceria com a Faculdade de Medicina do ABC irá possibilitar o tratamento físico e psicológico do menor, além de prestar assistência social para o rapaz, de 17 anos.

O tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, de 27 anos, e Ronildo Moreira de Araújo, de 29, que filmou o ato, foram presos na última sexta-feira por crime de tortura. Os dois alegaram que queriam “punir” o garoto, que teria tentado furtar a bicicleta de um deficiente físico.

O coletivo Afroguerrilha criou uma campanha de financiamento coletivo na internet para pagar a remoção da tatuagem e custear o tratamento psicológico do jovem, que é usuário de drogas. Até ontem à noite, já tinham sido arrecadados R$ 19.982,66.

O Dia

DIRETO AO PONTO

Eleitos em Cajazeiras devem se comprometer com aeródromo, estrada de Boqueirão e hospital, diz colunista

OLHARES DA EXPERIÊNCIA

VÍDEO: No dia dos professores, educadoras de Cajazeiras falam sobre prazeres e desafios da profissão

'NOVA SOUSA'

EXCLUSIVO: Europeu explica por que escolheu Sousa para um dos maiores empreendimentos da região Nordeste

AÇÃO SOCIAL

VÍDEO: Igreja evangélica distribui alimentos e roupas para famílias carentes em bairro de Cajazeiras