header top bar

section content

Maternidade de Patos lembra Dia Mundial da Prematuridade e alerta sobre cuidados com bebês

O diretor geral da Maternidade, o pediatra Umberto Marinho Júnior, participou da comemoração, que incluiu a distribuição de lembrancinhas, e aproveitou o momento para dar uma palestra na enfermaria Canguru, onde o evento aconteceu.

Por Priscila Belmont

17/11/2017 às 19h14

SES Maternidade de Patos dia mundial da prematuridade

Um em cada 10 bebês nasce prematuro no Brasil e o Novembro Roxo chama atenção para a causa da prematuridade visando mudar essa realidade que requer cuidados redobrados para preservar a vida e assegurar uma evolução segura de bebês nascidos antes da 37ª semana gestacional. E foi para chamar atenção para essa questão que a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, reuniu, na manhã desta sexta-feira (17), Dia Mundial da Prematuridade, mães de bebês prematuros que estão sob os cuidados da unidade para comemorar a data, em meio a um café da manhã especial. Atualmente, a unidade tem nove bebês nesta situação.

O diretor geral da Maternidade, o pediatra Umberto Marinho Júnior, participou da comemoração, que incluiu a distribuição de lembrancinhas, e aproveitou o momento para dar uma palestra na enfermaria Canguru, onde o evento aconteceu. Ele abordou sobre a importância e excelência do serviço prestado pela Maternidade, no que diz respeito ao suporte dado aos prematuros. “Aqui na maternidade temos todo o aparato necessário, além de uma equipe preparada, para dar toda a assistência necessária ao recém-nascido prematuro e temos realizado esse serviço com índices cada vez menores de mortalidade”, reiterou Dr. Umberto.

O médico lembrou ainda das causas desencadeadoras da prematuridade no país, com destaque para a gestação na adolescência, a falta de cuidados pré-natais, o tabagismo e a desinformação e falou da importância da criação do ambulatório de egresso da unidade, implantado este ano, que faz um acompanhamento sistemático, durante o primeiro ano de vida, de bebês prematuros nascidos na Maternidade.

A equipe do Banco de Leite da unidade, que dá um suporte vital para o desenvolvimento e evolução dos bebês prematuros internos na Maternidade, fornecendo a alimentação necessária para eles, também participou da comemoração do Dia da Prematuridade. “A importância do aleitamento materno para o recém-nascido prematuro é indiscutível. O leite materno diminui os riscos de infecção, melhora o sistema imunológico dos prematuros, auxiliando na diminuição do tempo de permanência do bebê e de suas famílias nas instituições de saúde”, destacou a coordenadora do Banco, Joana Sabino.

Dados – No Brasil, segundo o inquérito nacional sobre partos e nascimentos, feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e divulgado em dezembro de 2016, a taxa de prematuridade é de 11,5%, quase duas vezes superior à observada nos países europeus. Deste percentual, 74% são prematuros tardios (nascidos entre a 34ª e 36ª semana gestacional). A cada 30 segundos um bebê morre em consequência do nascimento antecipado. A média mundial de nascimentos de prematuros é de 10%, sendo que no Brasil esta taxa está acima, chegando a 12%, o que faz do país o 10º no ranking de nascimentos prematuros. Os estados com maior prevalência de prematuridade são Minas Gerais, Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Secom PB

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

Capitão da PM conta que vítima de tiros em Cajazeiras fez revelação sobre crime antes de morrer

VÍDEO

No Sertão, Ricardo Coutinho rebate presidente da assembleia e manda recado duro para governador da PB

SAÚDE PÚBLICA

VÍDEO: Mensagem Empresarial recebe especialista em saúde pública e fala de práticas integrativas do SUS

DESCONTRAÇÃO

VÍDEO: Sucesso na internet, Gleyfy Brauly e MC Nem animam o programa Xeque Mate dessa semana