header top bar

section content

Exame de DNA ajuda Polícia Civil a elucidar crime de estupro praticado contra idosa de 70 anos

A idosa foi abordada por um homem armado quando entrava em casa. Ela foi mantida como refém pelo criminoso que, após concluir o roubo, estuprou-a.

Por Priscila Belmont

17/11/2017 às 19h32

Próximo ao corpo dele foram encontradas duas mensagens: “isso serve de exemplo, não aceitamos tarado na favela” e “tarado tem que morrer”.

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) de João Pessoa, concluiu na última quinta feira (16) o inquérito policial que investigava o roubo a uma residência no bairro de Manaíra e o estupro a uma idosa de 70 anos. Os dois crimes aconteceram na madrugada do dia 1º de novembro. A idosa foi abordada por um homem armado quando entrava em casa. Ela foi mantida como refém pelo criminoso que, após concluir o roubo, estuprou-a.

A descoberta do autor dos crimes foi possível graças ao confronto de DNA com o material deixado no corpo da vítima. O exame realizado pelos peritos criminais do Instituto de Polícia Cientifica da Paraíba (IPC) revelou que o acusado praticou o roubo e o estupro. O corpo dele foi encontrado na tarde do dia 1º de novembro no bairro São José, na Capital. O acusado foi assassinado com disparos de arma de fogo. Próximo ao corpo dele foram encontradas duas mensagens: “isso serve de exemplo, não aceitamos tarado na favela” e “tarado tem que morrer”.

Os bilhetes chamaram atenção dos investigadores da Polícia Civil, que perceberam indícios suficientes para vincular a autoria do estupro ao do crime patrimonial ocorrido contra a idosa. “Requisitamos a coleta de material biológico do corpo do suspeito, a fim de que fosse realizado confronto de DNA com o material biológico deixado pelo estuprador. O exame de DNA Forense confirmou a nossa suspeita de que o acusado era o autor dos crimes e considerando que o mesmo encontra-se morto o inquérito policial foi concluído, sendo em breve remetido para o Poder Judiciário”, disse o delegado Aldrovilli Grisi.

Secom PB

36 ÓBITOS

VÍDEO: Homem que deu entrada no HRC vítima de infarto é registrado nos óbitos por Covid-19 em Cajazeiras

PROCESSO DA CORES

VÍDEO: Myrian Gadelha afirma que pré-candidatura de Tyrone é desrespeito porque ele estaria inelegível

CRÍTICAS

VÍDEO: André diz que após Tyrone, próximo prefeito de Sousa terá que ter coragem para fazer concurso

NÃO VAI TER

VÍDEO: Tyrone bate o martelo e descarta definitivamente gratificação para servidores da Saúde em Sousa

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!