header top bar

section content

VÍDEO EXCLUSIVO: Pais de Jonatas Andrade se emocionam, relembram momentos e deixam recado para os jovens

O casal concedeu entrevista ao programa Balanço Diário e relataram como receberam a notícia da morte do filho.

Por Juliana Santos

06/04/2021 às 20h49 • atualizado em 06/04/2021 às 23h03

Os pais do jovem Jônatas Andrade concederam entrevista ao programa Balanço Diário da TV Diário do Sertão e relatam os últimos momentos que estiveram com filho de apenas 23 anos de idade, que morreu afogado no Açude de Boqueirão, em Cajazeiras, Sertão paraibano, no último dia 27 de março, após acidente com um barco.

A mãe do jovem, Francineide Andrade disse muito emocionada que ela e seu esposo receberam a notícia do afogamento pelo amigo do Jônatas, que também era compadre dele. “Ele chegou nervoso perguntando cadê Jônatas e perguntei o que teria ocorrido, achei que era algo com a família dele, mas ele acabou falando que Jônatas tinha morrido afogado no açude de Boqueirão”, detalhou ainda muito abalada.

O professor, Francisco Andrade, pai de Jônatas, falou dos momentos de desespero ao saber da notícia, que ainda eles custam a acreditar. “Tínhamos a esperança de não ter sido ele, mas foi confirmado e ao sabermos ficamos desesperados. Eu tinha esperança de encontrá-lo desmaiado. Nossos vizinhos nos ajudaram e fui para o local”, contou.

VEJA TAMBÉM

Jovem que estava em barco que afundou conta como Jônatas Andrade morreu afogado em Cajazeiras 

Sobre o acidente, Francisco Andrade, relatou que testemunhas disseram que Jônatas e mais 4 pessoas estavam no açude quando um homem ofereceu um passeio em uma canoa que estaria furada. Jônatas foi um dos primeiros a incentivar que a namorada e os outros dois amigos aceitassem. Ao entrarem na canoa observaram estava entrando água na embarcação, mas mesmo assim continuaram o passeio e logo depois o barco afundou. “Dois dos jovens nadaram e falaram para Jônatas e a namorada seguirem na mesma direção, mas Jônatas ficou preocupado em salvar na namorada e acabou se afogando. Falaram que ele sabia nadar, mas eu não sei se ele sabia, não fez aula”, contou.

O afogamento ocorreu no dia 27 de março. (Foto: Reprodução)

Lembranças

Dona Francineide disse que vai lembrar do filho como ele era diariamente, com muita alegria e que nunca teria chegado uma reclamação de Jônatas em casa. “Era um filho amoroso, ninguém tinha raiva dele, nos tratava muito bem. Ele fez o que queria, de acreditar no sonho de ser jogador de Poker”, relatou.

Recado aos jovens

Seu Francisco além de pai assumiu a face de professor e fez um apelo aos jovens que ouçam os pais e responsáveis, pois eles querem apenas o bem dos filhos. “Escutem os conselhos dos pais, muitas vezes não ouvem, as vezes pensam que sabem que os pais. Jônatas não me avisou que ele iria para o açude ao chegar em casa eu soube, ele já sabia que eu iria falar para ele não ir.”, concluiu.

O caso

Jônatas Andrade, de 23 anos, morreu afogado no dia 27 de março, no Açude de Boqueirão, em Cajazeiras, após o barco que estava com mais quatro pessoas ter afundando. O corpo dele só foi encontrado, no dia 30 de março pelo Corpo de Bombeiros.

O corpo de Jônatas Andrade que havia sido afogado no último sábado (27) foi localizado pelo Corpo de Bombeiros no dia 30 de março. (Foto: Reprodução)

DIÁRIO DO SERTÃO

DE CORTAR O CORAÇÃO

VÍDEO: Égua, cega e abandonada cai por duas vezes no canal do Estreito e é resgatada por ONG em Sousa

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dráuzio Varella faz palestra em evento online da Faculdade Santa Maria e fala sobre a pandemia

PROTEÇÃO NECESSÁRIA

VÍDEO: Coronavac protege cerca de 80% do risco de morte, diz secretário executivo da Saúde da Paraíba

PARAÍBA

VÍDEO: Secretário executivo de Educação explica nova meta de alfabetização e fala em obras em Cajazeiras

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!