header top bar

section content

Secretarias Saúde e Assistência Social promovem treinamento para profissionais em Bernardino Batista

O objetivo foi de ensinar a forma correta de preenchimento da ficha de notificação no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan Net) sobre casos de violência contra crianças e adolescentes.

Por Juliana Santos

08/05/2021 às 11h11

O treinamento foi ministrado nessa sexta-feira (7). (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Saúde em parceria com a Secretaria de Assistência Social da prefeitura de Bernardino Batista, cidade da região de Cajazeiras, no Sertão paraibano, promoveu nessa sexta-feira (7), um treinamento para profissionais de vários setores para preenchimento da ficha de notificação no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan Net).

O Sistema tem o objetivo coletar, transmitir e disseminar dados gerados rotineiramente pelo Sistema de Vigilância Epidemiológica dos governos municipal, estadual e federal para apoiar o processo de investigação e dar subsídios à análise das informações de vigilância epidemiológica das doenças de notificação compulsória.

No sistema também podem ser registrados casos de Violência Interpessoal/Autoprovocada que de acordo com a secretária da Saúde da prefeitura de Bernardino Batista, Ruth Rany, pode ser realizado por qualquer servidor municipal. “Caso o profissional desconfie de algum ato de violência contra crianças e adolescentes, e a violência autoprovocada, pode fazer o registro no sistema”, detalhou.

VEJA TAMBÉM

Prefeito de Bernardino Batista anuncia aquisição de cisternas para trinta famílias da zona rural

O treinamento foi ministrado pela psicóloga Marcelândia Batista em alusão ao 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e dentro da campanha de combate à violência sexual contra crianças e adolescentes.

O preenchimento correto dessa ficha, tornando-se conhecida por todos os profissionais, pois é uma forma importante de ajudar e socorrer aqueles que se encontram em situação de risco provocada por qualquer tipo de violência.

A secretária afirmou que o registro correto desses casos ajuda ao município desenvolver políticas públicas contra a violência de crianças e adolescentes. “É importante capacitar esses profissionais, pois nunca foi feito no município esse acompanhamento, ou seja, nunca foi registrado na cidade uma caso de violência autoprovocada, por exemplo”, disse.

Participaram no treinamento funcionários do Conselho Tutelar de Bernardino Batista, do Centro de Referência de Assistência Social, assistentes sociais e de outros setores.

DIÁRIO DO SERTÃO

OPINIÃO

VÍDEO: Sociólogo e militante político fazem debate acirrado e classificam os “farsantes da pandemia”

TROPEÇA MAS NÃO CAI

VÍDEO: Homem é atropelado, jogado por cima do capô e ainda consegue manter-se de pé, em Cajazeiras

OUTRA REALIDADE

VÍDEO: Após apelo na TV Diário do Sertão, ambulante quita dívidas e reata relacionamento com companheira

NÃO VACINADOS

VÍDEO: Médico de Cajazeiras atribui aos mais jovens as aglomerações em bancos e baladas clandestinas

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!