header top bar

section content

VÍDEO: Advogado explica como e em quais situações o contribuinte pode solicitar o Auxílio Inclusão

Trata-se de um estímulo às pessoas que são beneficiárias ou que já foram beneficiárias do BPC / LOAS, Benefício de Prestação Continuada da pessoa com deficiência

Por Portal Diário

07/04/2022 às 18h04 • atualizado em 07/04/2022 às 18h09

– Por Damísio Mangueira

Vou explicar aqui todos os detalhes sobre esse que é o mais recente dos benefícios assistenciais do Governo Federal. Trata-se de um estímulo àquela pessoa que é beneficiária ou que já foi beneficiária do BPC / LOAS, o benefício de prestação continuada da pessoa com deficiência.

Uma pessoa que é beneficiária de um BPC ou já foi até cinco anos passados e deseja entrar no mercado de trabalho, terá concedido a ela o valor de meio salário mínimo mensal para que ela entre no mercado de trabalho e consiga ter uma vida produtiva de forma participativa, com carteira assinada.

“Como sabemos as pessoas quando começam a receber esse benefício, de um salário mínimo, se sentem desestimuladas a procurar um emprego porque tem que deixar de receber o BPC; O que impede essas pessoas de buscarem uma atividade produtiva que possibilite uma melhor renda”.

Requisitos:

  1. O primeiro é o que acabei de falar, que ele deve estar recebendo ou ter recebido o BPC nos últimos cinco anos.
  2. Outro critério é que essa pessoa deve começar a ter uma atividade remunerada pública ou na iniciativa privada com remuneração inferior até dois salários mínimos mensais.
  3. Lembrando que não pode acumular o auxílio-inclusão e BPC e deve ser obedecido os mesmos critérios de renda familiar para concessão do BPC. Portanto, ele terá direito de receber enquanto se enquadrar nesses critérios.
  4. Na hora que for fazer o requerimento do auxílio-inclusão o beneficiário já deve estar exercendo atividade remunerada, pública ou na iniciativa privada. Então não se deve pedir o benefício antes de começar a trabalhar.
  5. Ter o CPF válido e assim como no BPC, está inscrito no CADÚNICO

Não pode cumular auxilio–inclusão com:

  • Pensões;
  • Aposentadorias;
  • Seguro desemprego;
  • Benefício por incapacidade temporária ou permanente.

Saiba mais

O auxílio inclusão foi regulamentado no ano de 2020 pela lei 14.176 do dia 22 de junho de 2021, e entrou em vigor a partir de 1º de outubro de 2021, quando as pessoas começaram a poder fazer a sua solicitação. Mas, a ideia desse benefício surgiu no próprio Estatuto da pessoa com deficiência no ano de 2015, ou seja, ela surgiu a partir da Lei 13.146/2015 que é o nosso Estatuto da Pessoa com Deficiência, como a maneira de estimular essas pessoas que se enquadram nos critérios que proporcionam a concessão e a manutenção e do benefício de prestação continuada a se inserir no mercado de trabalho e ter uma renda melhor.

Se o beneficiado do auxílio perder o vínculo empregatício, vai poder solicitar a reativação do BPC LOAS que recebia normalmente e não vai precisar fazer uma nova perícia. Basta solicitar a reativação, é claro, comprovando que ele mantém todas as condições para manter o auxílio ativo.

É importante verificar qual a documentação necessária para pedir o auxílio inclusão da forma correta para que realmente o benefício seja concedido.

PORTAL DIÁRIO

INVESTIGAÇÃO

VÍDEO: Cajazeirense de 75 anos é morto com 7 facadas dentro de apartamento na zona sul de João Pessoa

RETA FINAL

VÍDEO: Talentos do Sertão 2022 encerra fase de eliminação e inicia semifinal no Teatro Ica em Cajazeiras

LAMENTÁVEL

VÍDEO: Agricultor de 61 anos morre em acidente de moto na PB 313 na região de Catolé do Rocha

SUPERAÇÃO

VÍDEO: Cantor cajazeirense que gravou com Hiago Nobre relata reviravolta em sua vida no Show Diário

Recomendado pelo Google: