header top bar

section content

Cena de “despacho” é encontrada em portaria de emissora de rádio de Cajazeiras: “Chama de paixão”

As velas, uma vermelha e uma azul estavam acesas quando foram encontradas. Ao lado, um adesivo tinha o número 79. Babalorixá explica o caso. Confira foto

Por

10/07/2014 às 17h08

Velas acesas no chão da rádio chamaram atenção (Foto: Jota França)

Um fato inusitado ocorreu nesta quinta-feira (10) na portaria de uma emissora de rádio em Cajazeiras. Os funcionários, locutores e repórteres ficaram surpresos ao verem duas velas acesas e o número “79” no chão, dentro da portaria da rádio.

As velas, uma vermelha e uma azul estavam acesas quando foram encontradas por um dos radialistas. Ao lado das velas, um adesivo pregado no piso tinha o número 79 escrito.

A cena assustou os funcionários que suspeitam tratar-se de um “despacho”.

A portaria da rádio possui câmeras de segurança instaladas que, provavelmente, flagraram o autor da cena. A diretora executiva da emissora já disse que as imagens serão investigadas para descobrir quem aprontou o fato.

Romance no ar?
A reportagem do Diário do Sertão procurou um Babalorixá para saber se os objetos encontrados na emissora de rádio podem realmente se tratar de um trabalho espiritual.

De acordo com ele, a cena pode estar relacionada à romance já que, a vela vermelha significa a “chama da paixão” e a vela azul representa virilidade masculina. Ele afirmou ainda que, o número 79 pode representar várias coisas, entre elas, um número de um prédio.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

ELITISMO?

VÍDEO: Escolas federais têm segurança, mas as outras são ‘destratadas’, afirma diretor em Cajazeiras

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo fala sobre o Festival de Prêmios do Atlético e do clássico contra o Sousa

MASSACRE DE SUZANO

VÍDEO: Psicóloga fala sobre jogos eletrônicos e ausência da família influenciando tragédias com jovens

O CAMINHO

VÍDEO: Em Pombal, Frei Gilson declara que a Igreja Católica precisa pregar um catolicismo praticante