header top bar

section content

Homem morre em hospital de Cajazeiras após levar surra de duas mulheres; “Foi só de mão”

“Não batemos pra matar não. Foi só com a mão”. Disse uma das acusadas.

Por

01/07/2014 às 07h40

Acusadas presas (Foto: Radar Sertanejo)

O cozinheiro José Erinaldo Rosa Pereira, de 41 anos morador da cidade de Carrapateira, região de Cajazeiras morreu nessa segunda-feira (30), após ser agredido pelas primas, as agricultoras Meire Severo, de 25 anos e Luciana Severo, de 22 anos.

De acordo com informações da Polícia, as mulheres atingiram Erinaldo com socos no rosto e chutes por todo o corpo, no domingo (29). A vítima foi socorrida para o Hospital Regional de Cajazeiras, mas não resistiu e foi a óbito na segunda-feira.

O corpo de Erinaldo foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) de Patos e será liberado para o sepultamento nesta terça-feira (1).

Prisão
A Polícia conseguiu prender as acusadas, que são casadas e revelaram que Erinaldo estava botando o nome delas na rua. Meire informou que a vítima estava espalhando pela cidade que tinha um caso amoroso com ela, e foi tirar satisfação com Erinaldo quando começou a discussão contando com a ajuda da prima para surrar o cozinheiro.

“Não batemos pra matar não. Foi só com a mão”. Disse Meire

Viúva
A esposa da vítima, Francisca Irandi da Silva Pereira disse que uma das acusadas tomou café na casa dela no domingo. “Eu fiz café para ela e a mãe na minha casa, elas tomaram e foram para casa numa boa”.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

COM OLIVAN PEREIRA

VÍDEO: Nomeações em Cajazeiras, dia de São José e Zona Azul são os destaques do Direto ao Ponto de hoje

INDICAÇÕES DE CARGOS

VÍDEO: ‘Caça às bruxas’ de Jeová e Júnior pode render 2 mil votos para Zé Aldemir em 2020, diz colunista

INCENTIVO À CULTURA

VÍDEO: Projetos aprovados pelo FUMINC em Cajazeiras poderão ser anunciados na segunda semana de abril

PREFEITO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Durante implantação da Zona Azul, José Aldemir agradece aos comerciantes e provoca a oposição