header top bar

section content

Acusada revela como jovem foi morta em Cajazeiras. “Ela me pediu socorro” OUÇA!

A Polícia Militar (P2) de Cajazeiras prendeu nesta sexta-feira (14), a última pessoa acusada de participar do assassinato de Maria José Alves Tenório, de 27 anos de idade, na cidade de Cajazeiras. A jovem identificada por Vanessa é acusada de participar do crime cruel contra a jovem no mês de outubro. Segundo a polícia elas […]

Por

14/03/2014 às 18h23

Polícia prende acusada de crime em CZ

A Polícia Militar (P2) de Cajazeiras prendeu nesta sexta-feira (14), a última pessoa acusada de participar do assassinato de Maria José Alves Tenório, de 27 anos de idade, na cidade de Cajazeiras.

A jovem identificada por Vanessa é acusada de participar do crime cruel contra a jovem no mês de outubro. Segundo a polícia elas eram amigas.

De acordo com o Capitão Eugênio, o serviço de investigação conseguiu localizar a acusada e cumpriu o mandado de prisão. “Foi uma resposta à sociedade”

Acusada
Vanessa revelou que viu toda a cena do crime contra a jovem, mas não pode fazer nada para evitar. “Fui chamada para fazer um programa, usamos drogas e depois me levaram um certo lugar e vi tudo. Ela me pediu socorro”

Vanessa disse que poderia ter sido morta também, pois era a única testemunha do fato. “Foi um milagre eles não me matarem”

Ouça áudio!

Entenda o caso
A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (13), um dos acusados de participar do assassinato cruel da jovem Maria José Alves Tenório, de 27 anos de idade, na cidade de Cajazeiras. Ele foi identificado por Raimundo Ferreira Fernandes, mais conhecido por “Budim”, de 38 anos. O autor do crime foi preso no mesmo dia do crime, identificado por "Borrão".

O crime aconteceu no mês de outubro do ano passado, quando os acusados levaram a jovem para um terreno baldio por trás do Açude Grande, e desferiram cinco golpes de faca, sendo um no pescoço, além de queimarem velas na barriga da vítima.

De acordo com o delegado regional, Gilson Teles, o segundo acusado está foragido da justiça. “Já temos informações sobre esse acusado”.
Ele destacou que dos 18 homicídios registrados na seccional, 16 formam desvendados, com 88% de resolutividade. 

“A Polícia Civil está nas ruas fazendo seu trabalho, para elucidar os crimes e colocar os culpados atrás das grades”. Assegurou Gilson Teles

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

VISTANDO SUA TERRA NATAL

Heron Cid defende centro universitário em Marizópolis e ponto de intersecção entre Sousa e Cajazeiras

BOA NOTÍCIA

Hospital Universitário de Cajazeiras passa a oferecer novos serviços para a população do Alto Sertão

REVOLTA

VÍDEO: ‘Só quem odeia Lula o quer preso, como se ele fosse um bandido perigoso’, diz jornalista

VÍDEO

“Sou liderança forte, mas estou abandonado”, declarou Gobira ao vivo sobre grupo de Carlos Antonio