header top bar

section content

Médico diz que o feto já estava morto. CRM instala sindicância

A diretora do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), Francimar Ramos, informou ontem em Campina Grande que o médico obstetra José Herculano Marinho Irmão, acusado de negligência durante o parto de uma criança no último domingo (13), entrou em contato por telefone ontem à tarde e afirmou que optou pelo procedimento de degola porque […]

Por

18/12/2009 às 19h00

A diretora do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), Francimar Ramos, informou ontem em Campina Grande que o médico obstetra José Herculano Marinho Irmão, acusado de negligência durante o parto de uma criança no último domingo (13), entrou em contato por telefone ontem à tarde e afirmou que optou pelo procedimento de degola porque o feto já estava morto.

A diretora não soube explicar, contudeo, os motivos pelos quais ele não comunicou o fato à direção da maternidade nem a família da vítima no dia do ocorrido. Em João Pessoa, o corregedor do Conselho Regional de Medicina (CRM), Mário Toscano, anunciou a abertura de sindicância para apurar os fatos.

Do Portal Correio

Tags:
EM 2020

VÍDEO: Deputado federal sugere que Chico Mendes pode ser candidato a prefeito de Cajazeiras pelo PTB

UNA FREVO 2019

VÍDEO: Com 16 atrações, destaques nacionais e percurso do frevo, carnaval da cidade de Uiraúna é lançado

OS CIRENEUS DO CAMINHO

VÍDEO: Programa Mensagem de Esperança reflete sobre imunização espiritual e como lidar com adversários

'MENSAGEM DE FÉ'

VÍDEO: Padre apresenta programa especial na TV sobre a tradicional Festa de Dom Bosco em Cajazeiras