header top bar

section content

Bandidos prometem matar Luiz Couto à chegada ou saída da igreja

Na mais recente ameaça anônima que recebeu – e que atribui ao crime organizado – o deputado federal Luiz Couto foi advertido de que será assassinado “na chegada ou na saída da igreja” onde for celebrar missa, o que habitualmente faz nos finais de semana em João Pessoa. A revelação foi feita pelo próprio Luiz […]

Por

28/09/2009 às 00h02

Na mais recente ameaça anônima que recebeu – e que atribui ao crime organizado – o deputado federal Luiz Couto foi advertido de que será assassinado “na chegada ou na saída da igreja” onde for celebrar missa, o que habitualmente faz nos finais de semana em João Pessoa.

A revelação foi feita pelo próprio Luiz Couto, presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) na Paraíba, em entrevista ao programa Imprensado, que vai ao ar no Portal Correio (www.portalcorreio.com.br ). Há mais de dez anos, Couto tem sido implacável no combate ao narcotráfico, a prostituição infantojuvenil e nas mais diversas formas de crimes.

Couto tem consciência de que está marcado para morrer, mas não se desanima no combate ao crime. A propósito ele diz: “Nós entregamos a vida a Deus. Não ando armado. A minha arma é o terço, é a oração, é a palavra de Deus é a Eucaristia, porque é isso tudo o que me fortalece e me dá força”.

Na entrevista Luiz Couto diz que há setores importantes dos poderes constituídos envolvidos com o crime organizado.

Sobre política, Luiz Couto disse que as alianças do PT com outros partidos serão definidas no congresso nacional do partido.

Veja abaixo os vídeos na íntegra da entrevista do parlamentar ao Imprensado.

Do Portal Correio

Tags:

Recomendado para você pelo google

SUCESSO

VÍDEO: Mensagem Empresarial mostra história de um dos maiores empresários e empreendedores de Cajazeiras

EMOCIONANTE

VÍDEO:Em documentário especial, Xeque Mate mostra realidade de famílias que moram no Lixão de Cajazeiras

ENTRE PÚBLICO E PRIVADO

VÍDEO: Empresário revela que quase foi candidato a prefeito de Cajazeiras e explica por que recusou

VÍDEO

Sindicatos batem martelo e definem novo salário dos comerciários de Cajazeiras para 2019-2020