header top bar

section content

Traficante é preso em Cajazeiras

Agentes do Grupo Especial Tático, da Polícia Civil, em Cajazeiras, prenderam no final da tarde de terça-feira 27, em Cajazeiras, o traficante Cícero Roque, mais conhecido por “Bodero”. A prisão do traficante foi possível após o delegado Marcos Monteiro, da 9ª Delegacia Regional, em Cajazeiras-PB, ter representado pela prisão preventiva de “Bodero”. O mesmo foi […]

Por

29/11/2007 às 12h28

Agentes do Grupo Especial Tático, da Polícia Civil, em Cajazeiras, prenderam no final da tarde de terça-feira 27, em Cajazeiras, o traficante Cícero Roque, mais conhecido por “Bodero”.

A prisão do traficante foi possível após o delegado Marcos Monteiro, da 9ª Delegacia Regional, em Cajazeiras-PB, ter representado pela prisão preventiva de “Bodero”. O mesmo foi recentemente hospitalizado em virtude de luta corporal, onde sofrera uma facada no abdômen em virtude da ação de um desafeto.
Ampliar imagem Através de requisição do Ministério Público e recebendo informações de outros indiciados em tráfico no Estado do Rio Grande do Norte, o delegado Marcos Monteiro abriu inquérito para apurar a conduta do “Bodero” na Paraíba.

Com informes do suspeito possuir uma tatuagem nas costas e conviver nas imediações da Asa Sul, Bairro de Cajazeiras, o agente de investigação Paulo Sérgio, do GET, iniciou diligência no sentido de localizá-lo e conseguir outras evidências contra o distribuidor de psicotrópicos. Mesmo instante em que o delegado nutria os autos do inquérito com formalizações documentais para o pedido de prisão preventiva.

Cícero possuía três tatuagens. A primeira no pescoço, sendo tipo "tribal", a segunda na omoplata o rosto de sua “vizinha” e a terceira, no antebraço esquerdo, havia a frase: “eu sou mais nova”, além de uma cicatriz na região abdominal, oriunda de uma facada.

“Bodero” negou a autoria e disse que as acusações são invenções de seus inimigos.

Cícero foi qualificado e autuado por tráfico de drogas, conforme o artigo 33, da Lei nº 11.343-06 (drogas), além de ser submetido a exame de corpo de delito e recolhido à Cadeia Pública, ficando à disposição do Poder Judiciário.

Do Portal WSCOM

Tags:
SEIS CIDADES

VÍDEO: Candidatos da Paraíba e do Ceará concorrem em mais uma eliminatória do Talentos do Sertão 2022

SEPARADOS À FORÇA

VÍDEO: Família se emociona em Cajazeiras no reencontro de mãe e filho que não se viam há mais de 50 anos

AO LADO DO PRESIDENTE

VÍDEO: Cícero Lucena ouve sonora vaia de apoiadores de Bolsonaro e tem dificuldade para discursar

DOGMAS

VÍDEO: Padre explica por que Igreja Católica Brasileira não celebra casamento de pessoas do mesmo sexo

Recomendado pelo Google: