header top bar

section content

Hulk se destaca no jogo contra o Chile, reclama de pênalti e exalta o grupo

O atacante Hulk viveu uma verdadeira montanha-russa de emoções na dramática vitória do Brasil sobre o Chile, pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

Por

28/06/2014 às 19h07

O atacante Hulk viveu uma verdadeira montanha-russa de emoções na dramática vitória do Brasil sobre o Chile, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. O atacante teve atuação destacada, participando bem das jogadas ofensivas, mas falhou no lance que originou o gol chileno e ainda perdeu sua cobrança na disputa de penalidades. Ao final do jogo, ele não fugiu da responsabilidade e assumiu os erros.

– Concentramos do começo ao fim, mas num lance ali no qual tentei dar o passe para o Marcelo, eu errei e acabou saindo o gol deles. No único lance que erramos saiu o gol. Mas controlamos a partida, tivemos muitas chances, um pênalti não marcado, mas faz parte – disse Hulk lembrando de lance ainda no primeiro tempo, quando foi derrubado dentro da área.

Além do lance do pênalti, o atacante ainda reclamou do gol que marcou, mas que foi anulado pelo árbitro inglês, Howard Webb. Auxiliado pelo bandeirinha, ele assinalou toque de mão no momento de dominar a bola.

– Tivemos o meu gol também. Pra mim foi limpo, dominei a bola no peito e anularam. Dominei no ombro. A bola passou e eu levei aqui (apontando para o peito). E eu vi claramente que foi gol. Depois que ele anulou eu achei que tivesse marcado impedimento. Falei: "Impedimento não foi, eu não estava". Ele deu mão, mas o importante é a classificação, graças a Deus – comemorou Hulk.

Julio Cesar Jara brasil x chile (Foto: AP)

Além do erro no lance do gol do Chile, Hulk também desperdiçou sua cobrança na disputa de pênaltis. Após Bravo defender o chute do camisa 7 brasileiro, o Chile marcou com Díaz e chegou à igualdade pela primeira vez durante a disputa. Mas para alegria brasileira Neymar também converteu e Jara mandou na trave a última cobrança. Hulk fez questão de agradecer ao goleiro Julio Cesar, que naquele momento já havia defendido duas cobranças chilenas, e ao elenco brasileiro, que lhe deu total apoio.

– Nessas horas que a gente vê a força do nosso grupo. Quando a gente erra, eles vêm, nos apoiam, falam: Estamos juntos! Não baixa a cabeça, vamos passar. Podia errar qualquer um! Mas graças a Deus o Julio fez duas defesas ali muito boas, maravilhosas, que ajudaram a gente. É isso, sofrimento, correndo até o fim e passando. Se Deus quiser até a final vamos nessa.

O Brasil volta a campo na próxima sexta-feira, às 17h, no estádio do Castelão, em Fortaleza, contra a Colômbia, que ganhou de 2X0 do Uruguai.

Do Globo Esporte

Tags:

Recomendado para você pelo google

PADROEIRO

VÍDEO: Festividades de São José, em Bom Jesus, chegam ao fim com eventos de esporte e shows no distrito

COM OLIVAN PEREIRA

VÍDEO: Nomeações em Cajazeiras, dia de São José e Zona Azul são os destaques do Direto ao Ponto de hoje

INDICAÇÕES DE CARGOS

VÍDEO: ‘Caça às bruxas’ de Jeová e Júnior pode render 2 mil votos para Zé Aldemir em 2020, diz colunista

INCENTIVO À CULTURA

VÍDEO: Projetos aprovados pelo FUMINC em Cajazeiras poderão ser anunciados na segunda semana de abril