header top bar

section content

Depois de acumular mais de 40% de sua capacidade, Cagepa suspende racionamento de água em Sousa

O município vai voltar a ter o abastecimento normalizado já a partir desta segunda-feira, quando voltará a funcionar a adutora de São Gonçalo.

Por Luzia de Sousa

04/04/2016 às 15h08 • atualizado em 04/04/2016 às 15h13

Açude de São Gonçalo, de Sousa (Foto: Diário do Sertão)

Após as grandes chuvas em toda região do Sertão, a cidade de Sousa recebeu uma boa notícia nesta segunda-feira (4), o fim do racionamento de água. O município vai voltar a ter o abastecimento normalizado já a partir desta segunda-feira, quando voltará a funcionar a adutora de São Gonçalo, principal manancial que abastece o município e que estava, antes da retomada das chuvas, com apenas 1,2 milhão de metros cúbicos, de uma capacidade de armazenamento de 44,6 milhões de metros cúbicos.

A garantia foi dada pelo superintendente da CAGEPA na Paraíba, Marcos Vinicius, que determinou aos técnicos do órgão a efetivação dos os trabalhos necessários para que adutora volte a funcionar, com bombeando de 156 m³ por segundo, quantidade necessária para todo o abastecimento de Sousa, Distrito de São Gonçalo e Núcleos Habitacionais.

O abastecimento de água será de domingo a domingo, acabando com o racionamento e o sofrimento enfrentado pela população sousense, já que o Açude de São Gonçalo já dispõe de mais de 18 milhões de metros cúbicos de água acumulado, mais de 40% da capacidade total, o suficiente para um abastecimento, normal, até abril de 2017.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

REFORMA AGRÁRIA

VÍDEO: Coordenadora da CPT Sertão afirma que terras são um direito dos camponeses e não do agronegócio

CLIMA IDEAL

VÍDEO: Prefeito revela interesse de empresas em instalar parque de energia solar em Monte Horebe

INTERVENÇÃO

VÍDEO: Diretor da SCTrans fala sobre planos para dar segurança aos pedestres em frente à São João Bosco

"QUER ENRICAR AINDA MAIS"

VÍDEO: Pastor de Cajazeiras diz que famoso bispo está vendendo imagens de deusa egípcia na igreja