header top bar

section content

Prefeituras amargam uma redução superior a 10% em relação ao ano passado; Cidade da região de Cajazeiras teve todos os recursos retidos.

Em contato com a reportagem o secretário destacou que os pagamentos serão mantidos mediante muitos esforços do atual gestão

Por Redação Diário

08/07/2016 às 17h04 • atualizado em 08/07/2016 às 17h11

A Confederação Nacional dos Municípios divulgou em sua pagina nesta quinta-feira (08), que repasse nesta sexta-feira terá uma redução superior a 10%, em relação ao ano passado.

De acordo com levantamento da CNM, em comparação com o primeiro decêndio de maio de 2015, o repasse apresenta retração de 10,82%, sem considerar os efeitos da inflação. Quando se considera o valor real dos repasses e as consequências da inflação, a redução fica ainda mais acentuada – 17,27%. Neste mesmo período do ano passado, foram repassados R$ 2.426.896.495,20.

SITUAÇÃO

O portal Diário do Sertão conversou com o secretário de finanças da Prefeitura do município de Triunfo, região de Cajazeiras, Guimarães Andrade que demonstrou preocupação principalmente porque nesta sexta era dia de receber a cota extra, porém houve retenção de todos recursos do FPM prejudicando a Administração, mas ele salientou que a gestão está fazendo esforços para manter em dia o pagamento do funcionalismo municipal.

PREOCUPAÇÃO

A CNM demonstra maior preocupação com o fato de o primeiro repasse ter sido muito inferior ao do ano passado, também porque as previsões pessimistas para o mês começam a se confirmar.  A estimativa da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) é que julho seja 13% menor que junho de 2016.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

É GRAVE

VÍDEO! Moradores reclamam da falta de exames no laboratório municipal em Patos: “Não tem nem de sangue”

'QUEDA DE BRAÇO'

VÍDEO: Vice-presidente da OAB Nacional afirma que disputa entre advogados e juízes não gera ‘fissuras’

OUTUBRO ROSA

VÍDEO: Cajazeirense relata sua luta contra o câncer de mama e deixa mensagem de otimismo para mulheres

CRÍTICAS A BOLSONARO

VÍDEO: Professora cita problemas na UFCG e alerta para ‘desmonte criminoso das universidades públicas’