header top bar

section content

Feijão influencia alta no custo de vida na capital paraibana, aponta Ideme

Com isso, o custo de vida no mês de junho deste ano ficou bem superior ao apresentado no mesmo período do ano anterior, quando se registrou 0,57% no mês e os acumulados de 5,57% e 8,61% no ano e nos últimos 12 meses respectivamente

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

11/07/2016 às 11h07 • atualizado em 11/07/2016 às 14h58

Alimento continua sendo o vilão dos preços altos nas prateleiras (Foto: Getty Images/VEJA)

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da cidade de João Pessoa subiu em média 1,09% no mês de junho em relação a maio, ficando os acumulados no ano em 8,47% e 15,23% nos últimos 12 meses. De acordo com o Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (Ideme), essa alta no custo de vida foi influenciada pelo grupo Alimentação, principalmente pelo feijão, que registrou um aumento de preço médio de 99,41% no primeiro semestre deste ano.

Com isso, o custo de vida no mês de junho deste ano ficou bem superior ao apresentado no mesmo período do ano anterior, quando se registrou 0,57% no mês e os acumulados de 5,57% e 8,61% no ano e nos últimos 12 meses respectivamente. Dos sete grupos que compõem o estudo, apenas um apresentou decréscimo nos preços médios de seus produtos e serviços na capital paraibana: Saúde e Cuidados Pessoais (2,46%), que sofreu quedas de preços médios registradas nos itens óculos e lentes (6,15%) e produtos farmacêuticos (5,81%).

Já o grupo Alimentação apresentou acréscimo de 0,20% no mês de junho/16. O item cereais registrou um aumento de 17,34% – sofrendo a pressão do aumento registrado no feijão mulatinho (42,73%). Outros produtos que apresentaram aumento foram: sal e condimentos (8,02%), aves e ovos (6,01%), leite e derivados (4,26%), panificados (4,21%), farinhas, féculas e massas (4,04%), óleos e gorduras (2,15%), frutas (1,89%) e carnes frescas e vísceras (1,66%).

Os itens que mais baixaram os preços foram: tubérculos e raízes leguminosas (9,10%), hortaliças e verduras (6,43%), pescado (3,75%), enlatados e conservas (2,12%) e carnes e peixes industrializados (1,92%).

De acordo com o estudo do Ideme, o grupo Serviços Pessoais registrou aumento em junho de 4,09% devido aos acréscimos de preços médios nos itens: educação (6,43%), leitura (4,93%), outras despesas pessoais (3,56%), recreação (2,29%) e serviços pessoais (2,05%). Enquanto o grupo Artigos de Residência aumentou em média 1,86%, o de Transporte e Comunicação subiu 1,96%; e os grupos Habitação e Vestuário contabilizaram aumentos de 0,96%, cada. O estudo detalhado do custo de vida em João Pessoa está disponibilizado na íntegra no site: www.ideme.pb.gov.br

Secom

Recomendado para você pelo google

PELO DIA DOS PROFESSORES

VÍDEO/FOTOS: Faculdade Santa Maria promove jantar especial e homenagens a professores da instituição

ACUSADO TEM 36 ANOS

VÍDEO: Delegado fala sobre prisão de professor acusado de estuprar alunas adolescentes em Cajazeiras

FOI APREENDIDO

VÍDEO: Adolescente de 16 anos confessa assassinato de paraibano de Santa Helena no estado do Mato Grosso

TRISTEZA

VÍDEO! Homenagens e aplausos marcam o último adeus a “Dão do karatê”, morto com três tiros em Sousa