header top bar

section content

Após mortes em Cajazeiras, diretor revela ‘varredura’ contra Tuberculose no presídio

Diretor explica que o presídio possui uma equipe de saúde e também oferece aulas aos detentos graças a parceria com a 9ª Gerência de Educação

Por Jocivan Pinheiro

27/07/2016 às 16h34 • atualizado em 27/07/2016 às 17h40

Todos os detentos do Presídio Regional de Cajazeiras passaram por uma bateria de exames preventivos de saúde durante campanha realizada pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária em parceria com a 9ª Gerência Regional de Saúde.

A equipe médica do presídio juntamente com outros profissionais

Após mortes em Cajazeiras, diretor revela ‘varredura’ para identificar Tuberculose no presídio

Após mortes em Cajazeiras, diretor revela ‘varredura’ para identificar Tuberculose no presídio

da 9ª GRS realizaram diversos exames nos presidiários, como tipagem sanguínea, vacinação contra gripe e exames para detectar doenças como tuberculose, hepatite e DST’s. De acordo com o diretor do presídio, Jailson Matos, a campanha cobriu 100% dos detentos.

VEJA TAMBÉM

» Quatro detentos estão com tuberculose no Presídio de Cajazeiras, e diretor anuncia prevenção

» Mulher é surpreendida com droga tentando entrar em presídio de Cajazeiras

Jailson explica que desde 2012, o Presídio Regional de Cajazeiras possui uma equipe de saúde com médico, dentista, enfermeira, técnica em enfermagem, assistente social e psicóloga. Além disso, os detentos têm a oportunidade de estudar graças a uma parceria com a 9ª Gerência Regional de Educação.

DIÁRIO DO SERTÃO

DIÁRIO ESPORTIVO

VÍDEO: Na TV, dirigentes do Atlético de Cajazeiras explicam contratações fechadas e outras que ‘melaram’

NOVAS CRÍTICAS

VÍDEO: Para líder católico de Cajazeiras, o Nordeste será “um recanto esquecido” por Bolsonaro

CLIMA DE EMOÇÃO

VÍDEO: Amigos e familiares destacam o legado de Dr. Toinho durante velório do advogado em Cajazeiras

ECONOMIA

VÍDEO: Com fila zerada, Bolsa Família injeta quase R$ 2 milhões por mês em Cajazeiras, diz coordenador