header top bar

section content

Cajazeiras tem queda na construção civil no primeiro semestre de 2016, segundo CREA

Chefe do CREA-PB em Cajazeiras revela que construtores têm reclamado das taxas cobradas por diversos órgãos para regularizar obra

Por Jocivan Pinheiro

12/08/2016 às 16h24 • atualizado em 12/08/2016 às 16h26

O setor da construção civil de Cajazeiras apresentou uma queda de 30% no primeiro semestre desse ano em relação ao mesmo período do ano passado.

CREA

José Rolim, chefe do CREA-PB em Cajazeiras

O chefe do CREA-PB (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Paraíba) em Cajazeiras, José Rolim, culpa a crise econômica, mas revela que o setor já apresenta um sutil aquecimento nesse segundo semestre de 2016 que pode indicar o retorno das obras com mais força.

“Acreditamos que aos poucos a economia e a construção civil, que é um termômetro, vão reagir e até o início de 2017 nós tenhamos novamente a volta do crescimento”, afirma.

Ele conta que os construtores que procuram o CREA-PB em Cajazeiras para regularizar uma obra têm reclamado principalmente das altas taxas cobradas por diversos órgãos para tirar documentos obrigatórios como alvará, ISS, documentos da Receita Federal, entre outros. Segundo Rolim, a taxa de menor valor é a do CREA-PB.

O aumento em números

No mês de Julho o custo no metro quadrado da construção civil na Paraíba foi de R$ 972,82, sendo o estado mais caro para o setor em todo o Nordeste, conforme dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

A média nacional do custo da construção civil foi de R$ 1.009,76 por metro quadrado e o do Nordeste, de R$ 938,97.

Ainda segundo o IBGE, o índice da construção civil na Paraíba apresentou variação de 0,13% em julho. O acumulado nos últimos doze meses foi de 4,93%, e no último ano, de 4,14%. O Nordeste ficou com a maior variação regional em julho, com 0,48%.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: No Mês da Black Friday, concessionária Brazauto oferece preços e formas de pagamento especiais

VÍDEO

Vereador lamenta falta de doação ao Hospital Laureano e acusa prefeito de Pombal: “Virou as costas”

TROVÃO NO BRASILEIRÃO

VÍDEO: Prefeito se compromete a patrocinar o Atlético de Cajazeiras com R$ 20 mil mensais em 2020

É LEI OU NÃO?

VÍDEO: Advogado explica diferenças entre união homoafetiva estável e casamento gay no âmbito jurídico