header top bar

section content

Radialista questiona ‘progressão aritmética’ dos salários atrasados em CZ e dinheiro da repatriação

Jarisma Pereira lembra que a Prefeitura recebeu R$ 2 milhões do programa de regularização de ativos no exterior, também conhecido como repatriação

Por Jocivan Pinheiro

29/11/2016 às 18h05 • atualizado em 29/11/2016 às 18h08

No seu retorno à coluna Direto ao Ponto, o radialista Jarismar Pereira retomou um assunto que tem preocupado bastante os funcionários público municipais de Cajazeiras. Após a declaração do procurador geral do Município afirmando que os salários de novembro e dezembro podem não ser pagos se os recursos do FPM continuarem bloqueados por ordem judicial para pagamento de salários atrasados de gestões passadas, um clima de apreensão tomou conta da cidade.

Caso aconteça, esse possível atraso de dois meses consolida uma lamentável ‘progressão aritmética’, segundo Jarismar. Afinal, o ex-prefeito Carlos Antônio deixou dois meses pendentes ao sair, bem como o ex-prefeito Carlos Rafael.

Jarismar lembra que a Prefeitura de Cajazeiras recebeu cerca de R$ 2 milhões do programa de regularização de ativos no exterior, também conhecido como repatriação de recursos, e poderia pagar os meses de novembro e dezembro com essa verba.

DIÁRIO DO SERTÃO

OPINIÃO

VÍDEO: Jornalista diz que os três candidatos a vice-prefeito em Cajazeiras são ‘retrocesso na história’

REBATENDO O PREFEITO

VÍDEO: Empresário rompe o silêncio e nega ter citado ex-prefeita Denise em delação da Operação Andaime

AGLOMERAÇÃO

VEJA: Em visita de Bolsonaro ao Sertão da PB, mulher pede para ele baixar kg do arroz e vídeo viraliza

FUNDADOR DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Morte de Padre Rolim completa 121 anos, e fato ganha minucioso estudo histórico de sacerdote

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!