header top bar

section content

Para radialista, falta influência dos políticos da região de Cajazeiras para destravar obras da transposição

Aristênio Marques comemora anúncio da chegada das águas do Rio São Francisco a Monteiro-PB, mas lamenta que obras do Eixo Norte estejam paradas

Por Jocivan Pinheiro

22/02/2017 às 17h34 • atualizado em 22/02/2017 às 17h35

Aristênio Marques comemorou o anúncio da chegada das águas do Rio São Francisco à Paraíba, prevista para o dia 6 de março deste ano. Por outro lado, lamentou que as obras do Eixo Norte da transposição continuem paradas na região que mais necessita de água, o Alto Sertão paraibano. Para o radialista, falta influência política dos representantes da região em Brasília.

As águas do Rio São Francisco já percorreram metade do caminho da tranposição no Eixo Leste, entre a cidade de Petrolândia, no Sertão pernambucano, até a cidade Monteiro, no Cariri da Paraíba. Dos 208 quilômetros de extensão da obra iniciada em 2007, a água percorreu mais de 100 km.

O prazo estabelecido pelo Ministério da Integração é de que as águas cheguem à cidade de Monteiro até o dia 6 de março. Depois, a água vai seguir o rumo natural passando pelos açudes de Poções, Camalaú, Boqueirão, seguindo pelo Rio Paraíba.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

HOMENAGEM

VÍDEO: Com música ao vivo, programa Diversidade em Foco faz reflexão sobre o Dia das Mães; Assista!

EXCLUSIVO

Presidente reafirma proibição de arma na assembleia, fala da Operação Calvário e cortes de gabinetes

VÍDEO

Governador João Azevêdo fala sobre o afastamento político com Ricardo Coutinho e mudanças no Governo

TRAGÉDIA

VÍDEO E FOTOS: Delegado dá detalhes do grave acidente próximo a parque de vaquejada em Cajazeiras