header top bar

section content

Prefeito de Sousa anuncia reabertura da UPA, diz que pediu ao Governo retorno do Materno Infantil, anuncia asfaltamento de ruas e melhorias no DAESA

Fábio Tyrone garantiu que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) será reaberta para atender a população no dia 10 de julho, aniversário da cidade sorriso

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

06/06/2017 às 12h42 • atualizado em 06/06/2017 às 12h53

O prefeito e Sousa, Fábio Tyrone (PSB), prestou entrevista ao Diário do Sertão e falou sobre a reabertura da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), também falou sobre o hospital Materno Infantil que permanece interditado, anunciou asfaltamento de ruas e comentou sobre outros assuntos.

Hospital Materno Infantil

O Hospital Materno Infantil está fechado desde o dia 28 de dezembro de 2016 após um princípio de incêndio em um aparelho de ar-condicionado de um dos quartos. O prédio foi interditado pelo Corpo de Bombeiros e os atendimentos estão sendo feitos no Hospital Regional de Sousa (HRS).

Hospital Materno Infantil está interditado em Sousa Foto: (Charley Garrido)

Tyrone afirmou que o Governador Ricardo Coutinho (PSB) decidiu que o momento é de economizar e que os atendimentos continuarão sendo feitos no HRS:

“O Materno Infantil é uma decisão do governador de acoplá-lo ao Hospital Regional. O serviço funciona em outra casa, aquela casa que recebia materno está sem serviço, não é que se parou o serviço, foi deslocado. No meu entendimento, ele funcionaria melhor onde estava, já falei com Ricardo Coutinho, mas, segundo ele por questão de economia não será possível, os atendimentos permanecerão sendo feitos no HRS”, disse.

Reabertura da UPA

O gestor garantiu que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) será reaberta para atender a população no dia 10 de julho, data em que  se comemora o aniversário da cidade:

“A UPA finalmente tem uma data para funcionar, dia 10 de julho, vamos abrir para atender as pessoas para cumprir a função que é servir a saúde de Sousa”, destacou.

DAESA

Tyrone também falou sobre o débito da gestão com a CAGEPA e garantiu melhorias para o DAESA:

“Sousa e o Estado constroem soluções para isso, o DAESA não pode servir aos sousenses como cabide emprego, eu deixei o DAESA arrecadando R$ 300 mil por mês, e realizando em quatro anos 26 mil metros de saneamento básico. O DAESA foi recebido por nós arrecadando R$ 100 mil por mês, sem construir nada e servia apenas de cabide de emprego”, finalizou.

Durante a entrevista, Tyrone também falou sobre o asfaltamento de bairros na cidade sorriso da Paraíba.

DIÁRIO DO SERTÃO

MÊS ESPECIAL

VÍDEO: Paróquia Nossa Senhora de Fátima em Cajazeiras encerra festa neste sábado com mensagem de paz

ANTAGONISMO

Bolsonaro x Haddad: plano de privatização do ensino contra gestão que abriu 126 universidades, diz padre

VÍDEO & FOTOS

DIA DAS CRIANÇAS: Atividades e festa resgatam o prazer de brincar em alunos de escola de Cajazeiras

MORTO HÁ DOIS ANOS

VÍDEO: Filha conta detalhes do assassinato de comerciante sousense e se emociona: “Sou Damião Malvino”